Pet

Cães, galinhas e um guaxinim: os animais da Casa Branca também contam a história dos presidentes

Fotogaleria

Aparecem ao colo de presidentes norte-americanos na Sala Oval, a correr pelos relvados da Casa Branca sob o olhar bem-humorado de líderes mundiais, atrapalham a assinatura de protocolos e assistem a decisões tomadas à porta fechada — tudo para estarem bem perto do dono. 

Depois de Trump ser o primeiro presidente em mais de 100 anos a não ter um animal de companhia na Casa Branca, Joe Biden prepara-se para recuperar uma longa tradição de cães presidenciais. Champ, que já conhece os cantos à casa de quando o dono era vice-presidente na administração Obama, e Major, adoptado de uma associação zoófila, são os dois pastores-alemães que, a partir de Janeiro, deverão ocupar os relvados da residência oficial do presidentes dos EUA.

Estão longe de ser os habitantes mais exóticos que por lá já passearam, segundo o Presidential Pet Museumum museu virtual que expõe artefactos e divulga informações relacionadas com os animais da Casa Branca. Quem são eles? Desde o galo de uma só perna de Theodore Roosevelt ao guaxinim que a primeira-dama Grace Coolidge salvou de ser transformada num prato do dia da Acção de Graças, foram muitas as vacas, cavalos, hamsters, póneis, gatos e cães (mas também texugos, ursos pequenos, cobras ou opossuns​) a seguirem fielmente os donos — principalmente quando estes somavam cada vez menos apoiantes​.

Herbert Hover lançou uma fotografia de campanha a sorrir enquanto segurava as patas de King Tut, em 1928, um ano antes do início da Grande Depressão, e Richard Nixon contou a história do cão da família numa declaração televisiva. No que ficou conhecida como "o discurso Checkers", Nixon tentava afastar acusações de doações ilegais para a campanha à vice-presidência. "Recebemos algo como presente", disse, antes de acrescentar: um cocker spaniel chamado Checkers​. 

Mais recentemente, cães e gatos citadinos protagonizaram muitas das publicações nas redes sociais dos candidatos à presidência norte-americana. Mostra-me o teu animal de companhia, dir-te-ei se tens o meu voto?

Um galo de uma só pata foi um dos animais de companhia de  Theodore Roosevelt, 26º presidente dos EUA (1901 a 1909)
Um galo de uma só pata foi um dos animais de companhia de Theodore Roosevelt, 26º presidente dos EUA (1901 a 1909) Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
O 27º presidente William Howard Taft (1909 a 1913) foi um dos últimos a ter uma vaca na Casa Branca. Na fotografia, <i>Pauline</i> posa em frente ao Eisenhower Executive Office Building, em Washington.
O 27º presidente William Howard Taft (1909 a 1913) foi um dos últimos a ter uma vaca na Casa Branca. Na fotografia, Pauline posa em frente ao Eisenhower Executive Office Building, em Washington. Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
Laddie Boy foi o primeiro cão famoso da Casa Branca. Foi oferecido ao 29º presidente dos EUA,  Warren G. Harding, que serviu de 1921 a 1923.
Laddie Boy foi o primeiro cão famoso da Casa Branca. Foi oferecido ao 29º presidente dos EUA, Warren G. Harding, que serviu de 1921 a 1923. Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
<i>Rob Roy</i> entra numa das fotografias da família de  Calvin Coolidge, o 30º presidente dos EUA, de 1923 até 1929
Rob Roy entra numa das fotografias da família de Calvin Coolidge, o 30º presidente dos EUA, de 1923 até 1929 Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
A primeira-dama Grace Coolidge exibe o seu guaxinim de estimação, que iria fazer parte do banquete do Dia de Acção de Graças
A primeira-dama Grace Coolidge exibe o seu guaxinim de estimação, que iria fazer parte do banquete do Dia de Acção de Graças Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
O responsável pelos canis da Casa Branca, Robert R. Watson, passeia os cães de Herbert Hoover, o 31º presidente dos EUA, entre 1929 e 1933 : <i>King Tut</i>, <i> Whoopie</i> e <i>Englehurst Gillette</i>
O responsável pelos canis da Casa Branca, Robert R. Watson, passeia os cães de Herbert Hoover, o 31º presidente dos EUA, entre 1929 e 1933 : King Tut, Whoopie e Englehurst Gillette Library of Congress (Biblioteca do Congresso)
Esta coleira pertencia a <i>Fala</i>, um Scottish Terrier que se tornou num dos mais famosos cães presidenciais e o único a ser imortalizado numa estátua que pode ser vista no Franklin Delano Roosevelt Memorial, em Washington
Esta coleira pertencia a Fala, um Scottish Terrier que se tornou num dos mais famosos cães presidenciais e o único a ser imortalizado numa estátua que pode ser vista no Franklin Delano Roosevelt Memorial, em Washington Domínio público
A família Kennedy no que os amantes de cães chamariam de paraíso. Durante o seu mandato, John F. Kennedy teve vários animais de companhia.
A família Kennedy no que os amantes de cães chamariam de paraíso. Durante o seu mandato, John F. Kennedy teve vários animais de companhia. Domínio público
O 36º Presidente dos EUA, Lyndon B. Johnson, e <i>Yuki</i> faziam tudo juntos.
O 36º Presidente dos EUA, Lyndon B. Johnson, e Yuki faziam tudo juntos. Presidential Pet Museum
Presidente Ford (1974 a 1977) com a sua labradora, <i>Liberty</i>
Presidente Ford (1974 a 1977) com a sua labradora, Liberty Domínio público
Ronald Reagan a ser puxado por <i>Lucky</i> enquanto a antiga primeira-ministra inglesa Margaret Thatcher se ri.
Ronald Reagan a ser puxado por Lucky enquanto a antiga primeira-ministra inglesa Margaret Thatcher se ri. Presidential Pet Museum
A primeira-dama Barbara Bush dá festinhas a <i>Millie</i>, a cadela dos Bush que teve cachorrinhos na Casa Branca, em 1989.
A primeira-dama Barbara Bush dá festinhas a Millie, a cadela dos Bush que teve cachorrinhos na Casa Branca, em 1989. Rick Wilking/Reuters
<i>Socks</i>, o gato, a seguir o dono Bill Clinton.
Socks, o gato, a seguir o dono Bill Clinton. Stephen Jaffe/Reuters
<i>Socks</i> não ficou particularmente contente quando a família Clinton ganhou um novo membro: o cão <i>Buddy</i>
Socks não ficou particularmente contente quando a família Clinton ganhou um novo membro: o cão Buddy Rick Wilking/Reuters
<i>Ms. Beazley</i>, um dos Scottish terriers dos Bush, examina as próteses de um soldado norte-americano cujas pernas foram amputadas no Iraque.
Ms. Beazley, um dos Scottish terriers dos Bush, examina as próteses de um soldado norte-americano cujas pernas foram amputadas no Iraque. Larry Downing
Talvez uma das mais famosas fotografias de Pete Souza, o fotojornalista norte-americano lusodescendente e ex-director do Gabinete de Fotografia da Casa Branca. Obama corre com <i>Bo</i>, um dos dois cães de água portugueses que recebeu durante o mandato presidencial
Talvez uma das mais famosas fotografias de Pete Souza, o fotojornalista norte-americano lusodescendente e ex-director do Gabinete de Fotografia da Casa Branca. Obama corre com Bo, um dos dois cães de água portugueses que recebeu durante o mandato presidencial Pete Souza/The White House
<i>Bo</i> e <I>Sunny</i>, os cães da família Obama, a descansar num relvado da Casa Branca
Bo e Sunny, os cães da família Obama, a descansar num relvado da Casa Branca Pete Souza/The White House
Depois de quatro anos sem cães, a Casa Branca prepara-se para receber os dois pastores alemães de Joe Biden, o presidente eleito dos Estados Unidos da América.
Depois de quatro anos sem cães, a Casa Branca prepara-se para receber os dois pastores alemães de Joe Biden, o presidente eleito dos Estados Unidos da América. DR
Sugerir correcção