Futuro

Hyperloop da Virgin faz primeiros testes com passageiros: é a hipervelocidade

Será o futuro dos transportes? O Virgin Hyperloop projecta velocidades de quase 1000km/hora. O primeiro teste com humanos foi realizado nos EUA, histórico mas ainda muito longe desse valor.

EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
Fotogaleria
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT

A Virgin Hyperloop, empresa ligada ao universo de Richard Branson, completou a primeira viagem com passageiros da sua história. O sistema com uma cápsula em hipervelocidade quer transformar o transporte.

As cobaias foram dois membros da direcção da Virgin Hyperloop, Josh Giegel, um dos fundadoras do projecto e chefe de tecnologia, e Sara Luchian, directora da experiência dos passageiros. No teste, realizado na área da DevLoop em Las Vegas, Nevada, "apenas" foram usadas velocidades até 172km/hora.

A empresa projecta um futuro em que cápsulas flutuantes cheias de passageiros e carga são lançados em tubos de vácuo a 966 km/h, ou mesmo mais rápido.

O sistema hyperloop usa levitação magnética, permitindo uma viagem quase silenciosa. Como exemplo, prevê-se que uma viagem Nova Iorque – Washington (de cerca de 370km) possa demorar menos de 30 minutos. O que seria duas vezes mais rápido do que realizar a mesma viagem num voo comercial e quatro vezes mais rápido que num comboio de alta velocidade.

A empresa já realizou mais de 400 testes sem passageiros no seu espaço no Nevada.

Um projecto de Hyperloop tem sido também falado na Europa. A Tesla, de Elon Musk, está também a trabalhar num sistema similar, que apresentou em 2013. 

EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
Uma imagem computadorizada do futuro centro da Virgin Hyperloop
Uma imagem computadorizada do futuro centro da Virgin Hyperloop Reuters/Handout .
Reuters/VIRGIN HYPERLOOP
Reuters/VIRGIN HYPERLOOP
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
EPA/VIRGIN HYPERLOOP HANDOUT
Sugerir correcção