Morreu Robert Fisk, o mais emblemático dos correspondentes no Médio Oriente

Escolheu Beirute para viver e cobriu tudo o que aconteceu no mundo árabe e muçulmano nos últimos 40 anos. “Gerações de pessoas por todo o mundo contavam com ele para uma visão crítica e informada do que estava a acontecer”, disse o Presidente irlandês.

Foto
Robert Fisk morreu aos 74 anos, em Dublin MICK TSIKAS/EPA

Robert Fisk não ia gostar de saber que dos poucos factos presentes em todos os seus obituários são as três entrevistas que fez a Osama bin Laden antes do 11 de Setembro. Poderia facilmente adivinhar que aconteceria – “Bin Laden vai ser como um albatroz que me perseguirá durante o resto da minha vida”, disse em 2008, numa entrevista ao PÚBLICO – mas não era por isso que ia querer ser lembrado.