Eleições americanas serão as mais concorridas de sempre: voto antecipado poderá chegar aos 100 milhões antes do dia de eleições

Apesar da pandemia, de atrasos na entrega de boletins por correio, de enormes filas e de constrangimentos nos tribunais, americanos não desistem de votar e barreira dos 150 milhões de votos deve ser ultrapassada pela primeira vez.

Na Carolina do Norte, um dos Estados mais contestados, as filas para votar duram várias horas Jonathan Drake/Reuters
Fotogaleria
Na Carolina do Norte, um dos Estados mais contestados, as filas para votar duram várias horas Jonathan Drake/Reuters

Para votar nos Estados Unidos, muitos eleitores têm de navegar uma rede de dificuldades. Longas filas, algumas que duram dias inteiros; boletins para votar por correio que tardam em chegar; decisões do Supremo Tribunal que limitam o voto por correspondência; o fecho em alguns Estados de pontos de voto para tentar minimizar o impacto de eleitores em zonas desfavorecidas; e uma pandemia que tem arrasado o país. Nada disto importa para os eleitores americanos: já votaram antecipadamente mais de 85 milhões de pessoas e este ano, a barreira dos 150 milhões de votos deve ser ultrapassada.

Faltam quatro dias para a noite eleitoral e é possível que, antes do dia 3 de Novembro, já tenham caído nas urnas 100 milhões de votos antecipados.

No Estado do Texas, a situação é ainda mais surpreendente: além da região tipicamente republicana se ter tornado num campo decisivo da luta entre Biden e Trump, o voto antecipado em 2020 já ultrapassou o total de votos contados em 2016: já votaram mais de nove milhões de pessoas no Estado.

No Hawai, a situação é idêntica. Em dez Estados considerados decisivos para atingir os 270 votos eleitorais necessários para ficar a Presidência, como a Georgia, a Florida, a Carolina do Norte, o Arizona e o Nevada, o voto antecipado já ultrapassou 80% do voto total de 2016.

A pandemia forçou muitos a optar votar por correio ou votar antecipadamente, em vez de correr às urnas no dia de eleições. Se o Presidente Donald Trump e os republicanos estão à espera de uma chuva de votos no dia 3 de Novembro, Joe Biden e a campanha democrata estão a contar com o voto antecipado para assegurar Estados que viraram a favor de Trump em 2016.

E as sondagens vão ao encontro desta tendência: segundo uma sondagem do New York Times e da Sienna College, os eleitores registados como democratas estão mais virados para o voto antecipado, enquanto que os eleitores registados como republicanos preferem esperar para votar no dia de eleições.

Isto também implica que decisões do Supremo Tribunal que limitem a importância de votos por correio que cheguem depois do dia 3 de Novembro, vão impactar mais a campanha democrata de Joe Biden do que a de Trump.

Donald Trump deve segurar calmamente o Oklahoma, mas as filas de carros para votar antecipadamente continuam a esticar-se
Donald Trump deve segurar calmamente o Oklahoma, mas as filas de carros para votar antecipadamente continuam a esticar-se Nick Oxford/Reuters
O mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio, aproveitou a fila para votar para comer uma pizza, como um típico nova-iorquino
O mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio, aproveitou a fila para votar para comer uma pizza, como um típico nova-iorquino Mike Segar/Reuters
Outros vão equipados com cadeiras e bancos para enfrentar a espera
Outros vão equipados com cadeiras e bancos para enfrentar a espera Nick Oxford/Reuters
A tempestade tropical Zeta aproxima-se do Louisiana, mas nem isso demove os eleitores
A tempestade tropical Zeta aproxima-se do Louisiana, mas nem isso demove os eleitores Kathleen Flynn/Reuters
No Porto Rico, um território controlado pelos Estados Unidos, os pavilhões estão preparados para receber votos antecipados e votos de cidadãos presos
No Porto Rico, um território controlado pelos Estados Unidos, os pavilhões estão preparados para receber votos antecipados e votos de cidadãos presos Thais LLorca/EPA
Este sábado é o último dia para votar antecipadamente em Boston, onde os eleitores têm de aguentar na neve para votar
Este sábado é o último dia para votar antecipadamente em Boston, onde os eleitores têm de aguentar na neve para votar CJ Gunther/EPA
Em muitas cidades, como em Tulsa, os estádios de futebol e pavilhões desportivos foram adaptados para receber eleitores
Em muitas cidades, como em Tulsa, os estádios de futebol e pavilhões desportivos foram adaptados para receber eleitores Nick Oxford/Reuters
A campanha não pára um único dia nos Estados Unidos e é feita até ao momento de deixar cair o boletim na urna
A campanha não pára um único dia nos Estados Unidos e é feita até ao momento de deixar cair o boletim na urna Tannen Maury/EPA
As filas podem demorar várias horas e há relatos de pessoas que esperam um dia inteiro para votar
As filas podem demorar várias horas e há relatos de pessoas que esperam um dia inteiro para votar Nick Oxford/Reuters
Em algumas zonas, como em Brooklyn, as pessoas tentam manter o distanciamento físico
Em algumas zonas, como em Brooklyn, as pessoas tentam manter o distanciamento físico Justin Lane/EPA
Já mais de 85 milhões de pessoas votaram antecipadamente em 2020
Já mais de 85 milhões de pessoas votaram antecipadamente em 2020 Michael Reynolds/EPA
Espera-se que antes da noite eleitoral já tenham votado mais de 100 milhões de pessoas
Espera-se que antes da noite eleitoral já tenham votado mais de 100 milhões de pessoas Jim Lo Scalzo/EPA
Em tempos de pandemia, o voto antecipado e o voto por correspondência ganharam uma preponderância enorme nestas eleições
Em tempos de pandemia, o voto antecipado e o voto por correspondência ganharam uma preponderância enorme nestas eleições David Maxwell/EPA
Mesmo enfrentando dificuldades em votar, número de votos poderá ultrapassar os 150 milhões pela primeira vez
Mesmo enfrentando dificuldades em votar, número de votos poderá ultrapassar os 150 milhões pela primeira vez Jim Lo Scalzo/EPA
Sugerir correcção