Frederico Falcão: “Durante a pandemia, os brasileiros começaram a consumir mais vinho português”

A covid-19 obrigou a mudar muita coisa na forma como os produtores comunicam – o Vinhos de Portugal é um bom exemplo disso. E, curiosamente, no Brasil o vinho português está a vender-se mais.

Foto
Frederico Falcão Rui Gaudêncio

Ao longo dos três dias da 7.ª edição do Vinhos de Portugal – o evento, este ano totalmente digital, organizado pelos jornais PÚBLICO, O Globo e Valor Económico, em parceria com a ViniPortugal e curadoria da Out of Paper –, Frederico Falcão, o presidente da ViniPortugal, assistiu às sessões de provas de vinho e conversas ao vivo, conversou com os vários produtores que participaram presencialmente no evento (ao todo estiveram 62, mas muitos destes entraram a partir das suas casas ou das suas adegas) e esteve atento às vantagens que este novo formato traz à comunicação no mundo dos vinhos. O evento decorreu entre 23 e 25 de Outubro no Hotel Onyria, em Cascais, e, num dos intervalos das sessões, a Fugas conversou com Frederico Falcão para perceber quais são as estratégias para a promoção do vinho português em ano de pandemia.