Crónica

A angústia, maior que o medo

Quando o novo coronavírus chegou à Europa e alguns surtos epidémicos, especialmente os que se deram no norte da Itália, mostraram que o vírus tinha uma enorme capacidade de propagação, os governos conseguiram impor sem grande contestação medidas restritivas da liberdade dos cidadãos e da actividade económica que contrariavam, de maneira completamente inesperada, a lógica do Estado liberal.