Covid-19: Parlamento confirma dois deputados infectados, um inconclusivo e quatro isolados

A existência destes casos não afectará a votação, na generalidade, do Orçamento do Estado para 2020. Votação está marcada para quarta-feira, 28 de Outubro, e será feita, como habitualmente, por bancada, e não nominalmente.

Estado de emergência
Foto
Nuno Ferreira Santos

O Parlamento informou, esta terça-feira, ter sido notificado da existência de dois deputados com teste positivo ao novo coronavírus, um com teste inconclusivo — que será repetido — e ainda outros quatro em isolamento profiláctico por determinação das autoridades de saúde.

A Lusa questionou a secretaria-geral da Assembleia da República depois de, na segunda-feira, o Observador ter noticiado a existência de uma deputada com covid-19, naquele que terá sido o primeiro caso confirmado de um eleito no Parlamento.

“Até ao momento, apenas foram reportados a este gabinete dois deputados que testaram positivo para a covid-19. Encontram-se bem, nas respectivas habitações, com sintomas de constipação”, refere o gabinete do secretário-geral do Parlamento.

Na resposta à Lusa, acrescenta-se que, “para além dos referidos deputados, existe um deputado que está assintomático e teve um teste inconclusivo, pelo que terá de ser repetido”, e ainda “quatro deputados em isolamento profiláctico, por determinação das autoridades de saúde, todos sem sintomas”.

“Todas as situações comunicadas estão a ser acompanhadas pelo Gabinete Médico e de Enfermagem da Assembleia da República”, refere a mesma resposta.

Questionada se a existência destes casos irá determinar precauções adicionais nos plenários — na quarta-feira será votado, na generalidade, o Orçamento do Estado —, a secretaria-geral respondeu que “não estão previstas medidas adicionais”.

Também o processo de votação do Orçamento do Estado não sofrerá alterações, com a votação a ser feita, como habitualmente, por bancada, e não nominalmente.

Por essa razão, as faltas destes deputados não condicionarão a previsível aprovação do Orçamento do Estado para 2021, com votos a favor do PS, abstenções de PCP, PAN, Verdes e das duas deputadas não inscritas. Votarão contra PSD, BE, CDS-PP, Chega e IL.

Desde Março que a Assembleia da República tem tomado medidas excepcionais para prevenir a pandemia, como, numa primeira fase, a redução dos plenários e, actualmente, a diminuição do número de deputados em simultâneo na Sala das Sessões.

O uso de máscara é também obrigatório para todos os que circulam no parlamento — excepto para os deputados no uso da palavra, na primeira fila ou no palanque — e, desde meados de Outubro, é ainda medida a temperatura a todos os que entram na Assembleia da República.

Sugerir correcção