Rede Expressos suprime actividade entre 30 de Outubro e 3 de Novembro

A decisão surge devido à proibição de circulação entre concelhos. Todos os passageiros que já tenham adquirido bilhetes poderão “ser reembolsados ou revalidá-los sem custos”, esclarece a operadora.

Foto
A proibição da circulação de pessoas entre concelhos não permite que a empresa realize a sua operação "de uma forma normal" Miguel Manso

A Rede Expressos decidiu suprimir toda a actividade de transporte de passageiros entre as 0h de dia 30 de Outubro e as 6h de 3 de Novembro, devido à proibição de circulação entre concelhos nesse período.

“A determinação do Governo de não autorizar a circulação de pessoas entre concelhos, com excepções muito específicas, impede que a Rede Expressos possa realizar a sua operação de uma forma normal”, explica a operadora de transporte rodoviário em comunicado.

Todos os passageiros que já tenham adquirido bilhetes poderão “ser reembolsados ou revalidá-los sem custos”, esclarece a operadora. A actividade voltará ao normal, tanto em termos de horários como de itinerários, no dia 3 de Novembro.

No início do mês, a Rede Expressos anunciou o reforço de horários e trajectos “envolvendo praticamente todas as capitais de distrito”. Foi também lançada uma nova aplicação onde é possível adquirir bilhetes, planos de fidelização e gerir viagens. Até ao final do ano, a operadora está ainda a disponibilizar 40 mil bilhetes a cinco euros cada.