Hotéis do Algarve ficaram a menos de metade da oferta nos dias da Fórmula 1

O modelo organizacional da prova desportiva pode estar em causa, devido aos episódios da segurança sanitária. O sector turístico adverte: “Trata-se de um dos eventos-âncora que o Algarve precisa, se vier a ter continuidade na época baixa.”

Foto
O GP de F1 de Portugal levou muita gente ao Algarve LUSA/Jose Sena Goulao / POOL

O impacto económico da realização do Grande Prémio (GP) de Portugal em Fórmula 1, no turismo algarvio, “resultou, sobretudo, da cobertura mediática e dos efeitos promocionais que daí poderão advir”, diz o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), Elidérico Viegas, contactado pelo PÚBLICO.

Sugerir correcção