Morreu o presidente da Samsung, considerado um dos homens mais poderosos da Coreia da Sul

Lee Kun-hee estava afastado da gestão desde 2014, após ter sofrido um ataque cardíaco, tendo sido substituído pelo filho. A liderança de Lee fica marcada pelo sucesso empresarial, mas também por escândalos de corrupção e fuga aos impostos.

Foto
Lee Jae Won/Reuters

O presidente da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, morreu neste domingo aos 78 anos, informou o grupo sul-coreano em comunicado. A história de Lee, que estava hospitalizado desde 2014, na sequência de um ataque cardíaco, fica marcada pela transformação do grupo fundado por seu pai, Lee Byung-chul, num gigante global das telecomunicações, liderando o top de vendas mundiais de equipamentos móveis, incluindo em Portugal.