Ministro da Defesa diz que valorização da carreira militar é prioridade

João Gomes Cravinho destaca o “mérito dos militares do Exército” nas operações além-fronteiras que, sublinha, “tem sido amplamente reconhecido”.

Foto
Ministro da Defesa presidiu às comemorações do Dia do Exército LUSA/HUGO DELGADO

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, declarou neste sábado, em que se assinala o Dia do Exército, que a valorização da carreira militar continua a ser uma prioridade.

“O Exército que ambicionamos para o futuro deve continuar a ser um Exército credível, moderno e atractivo. Para isso, a primeira aposta tem de continuar a ser o elemento humano”, afirmou o ministro João Gomes Cravinho, num vídeo publicado nas páginas oficiais do ministério na Internet, acrescentando que a “prioridade vai continuar focada em atrair, reter e qualificar [profissionais], valorizando a carreira militar”.

O ministro da Defesa presidiu, esta manhã, à cerimónia do Hastear da Bandeira Nacional, no Páteo dos Canhões do Museu Militar de Lisboa, para assinalar o Dia do Exército, que contou também com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches.

Na mensagem divulgada, o governante lembrou o papel que os militares têm desempenhado na resposta à pandemia de covid-19, com o apoio a “mais de 700 entidades em cerca de 250 municípios de norte a sul do país”.

O ministro destacou, por outro lado, o papel do Exército Português além-fronteiras, que, “lado a lado com parceiros e aliados”, tem estado “empenhado em diversas frentes”, como o Afeganistão, a República Centro-Africana ou o Mali. “Em todas estas operações, o mérito dos militares do Exército tem sido amplamente reconhecido”, apontou.

“É a mesma palavra de orgulho e satisfação que deixo para aqueles que, em território nacional, cumprem as suas missões 24 horas por dia, 365 dias por ano”, acrescentou o titular da pasta da Defesa.

O ministro garantiu ainda que o Governo vai continuar a investir na modernização dos equipamentos disponíveis e apontou a criação de novas capacidades tecnológicas e articulação com empresas, universidades e centros de conhecimento e investigação como um contributo que o Exército pode dar no sentido do desenvolvimento da capacidade industrial do país.

O Dia do Exército comemora-se em 24 de Outubro, assinalando a tomada de Lisboa aos Mouros, em 1147, pelas tropas de D. Afonso Henriques, patrono do Exército Português.