Pelo menos 18 mortos em escola de Cabul num ataque de um bombista suicida

O número de mortos e feridos pode aumentar, disse o Ministério do Interior afegão. Desconhecem-se os motivos do ataque. Taliban negam envolvimento.

Foto
Dentro da escola estavam centenas de alunos MOHAMMAD ISMAIL/Reuters

Pelo menos 18 pessoas morreram e 30 ficaram feridas num ataque suicida junto a uma escola privada de Cabul, a capital do Afeganistão. 

A explosão junto à escola para estudantes com formação superior ocorreu ao fim da tarde, anunciou o Ministério afegão do Interior, que adiantou que o número de mortos e feridos pode aumentar.

O edifício da escola, frequentada por centenas de alunos, está situado em Dasht-e-Barchi, uma zona da capital habitada sobretudo por muçulmanos xiitas. 

Não se sabe o motivo do bombista suicida; os Taliban negaram qualquer envolvimento

“O bombista suicida pretendia entrar na escola”, disse o porta-voz do Ministério do Interior, citado pela AFP. Quando os guardas da escola identificaram o atacante, acrescentou, este fez explodir o engenho que transportava.

A violência no Afeganistão aumentou nas últimas semanas, com muitos dos ataques recentes a serem cometidos pelos Taliban.