Torne-se perito

Jogos com História: a tragédia esquecida de 1982

Há jogos que ficam na história pelo que se passou dentro das quatro linhas; outros pelo seu significado especial num dado contexto; outros, ainda, por terem ficado ligados a acontecimentos dramáticos. A 20 de Outubro de 1982, o Spartak de Moscovo recebeu o Haarlem, na segunda eliminatória da Taça UEFA. À saída, 66 pessoas morreram esmagadas. Durante anos, as autoridades soviéticas encobriram a verdadeira dimensão da tragédia.

jogos-historia,uniao-sovietica,futebol,desporto,futebol-internacional,russia,
Foto
Otkrytiye Arena, Moscovo EPA/SERGEI CHIRIKOV

Menos de 17.000 ingressos foram vendidos para o jogo entre o Spartak de Moscovo e os holandeses do Haarlem, a contar para a segunda eliminatória da Taça UEFA da temporada 1982/83. Por isso, os responsáveis do estádio Luzhniki decidiram abrir apenas duas bancadas, que foram limpas de neve antes da partida. Apesar de a lotação do estádio ser bem superior (nos Jogos Olímpicos de 1980 chegou a receber mais de 100.000 pessoas), os espectadores estavam concentrados num espaço restrito. Num dos sectores, o mais lotado, só havia duas saídas, uma delas mais próxima da estação de Metro. Foi por aí que centenas de pessoas abandonaram o estádio ainda antes do apito final. Nos minutos seguintes, 66 delas morreram.