Mais casos de covid no Norte “industrializado”. Em Lisboa “incidência” do teletrabalho é “mais forte”

Não há certezas, mas há pistas: zonas urbanas densas, um tecido industrial de regresso a uma actividade mais intensa, mais tradição de reuniões familiares. O aumento de casos a Norte pode passar por aqui.

Foto
Nelson Garrido

A covid-19 entrou em força em Portugal pelo Noroeste do país, depois parecia concentrar-se muito na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) e, nas últimas semanas, está a manifestar-se, de novo, com mais intensidade nas zonas mais industrializadas do Norte. Porquê? Não há uma resposta única, mas o geógrafo João Ferrão, do Instituo de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, não se mostra surpreendido com esta evolução: “As características estruturais do país estão lá, é tudo relativamente previsível”, diz.