Trump abandona entrevista ao 60 Minutos e ataca jornalista Lesley Stahl

Irritado com as perguntas, Presidente norte-americano interrompeu a entrevista abruptamente, considerando-a “falsa e tendenciosa”. Entrevista vai para o ar no domingo, mas Trump ameaçou publicá-la antes.

donald-trump,america-norte,casa-branca,eua,mundo,america,
Foto
Donald Trump num comício em Erie, na Pensilvânia DAVID MAXWELL/EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou repentinamente uma entrevista com a jornalista Lesley Stahl, do programa 60 Minutos, da CBS News, e, depois de atacar a jornalista nas redes sociais, ameaçou publicar a entrevista antes de esta ser transmitida pela estação televisiva no domingo.

Donald Trump foi entrevistado durante 45 minutos por Lesley Stahl, na Casa Branca, quando, abruptamente, decidiu interromper a conversa, por considerar que a CBS já tinha material suficiente, numa entrevista que foi bastante centrada na pandemia de coronavírus, relata a CNN.

De acordo com o The New York Times, que cita duas fontes próximas, o Presidente norte-americano saiu da entrevista porque estava frustrado com as questões colocadas pela jornalista, uma das mais famosas do país.

Após o incidente, Trump recorreu às redes sociais e disse que a entrevista foi “falsa e tendenciosa”, ameaçando publicá-la antes de ser transmitida pela CBS, no domingo.

“Tenho o prazer de vos informar, em nome do rigor de reportar, que estou a considerar publicar a minha entrevista com Lesley Stahl, do 60 Minutos, antes do tempo de antena! Isso será feito para que todos possam ter uma ideia do que é uma entrevista falsa e tendenciosa…”, escreveu Trump no Twitter.

O Presidente norte-americano insinuou ainda que tem sido prejudicado em relação ao seu adversário do Partido Democrata, Joe Biden: “Todos devem comparar esta terrível intrusão eleitoral com as recentes entrevistas do ‘dorminhoco Joe Biden’!”

Além das ameaças e insinuações, Donald Trump atacou Lesley Stahl, publicando um curto vídeo em que a jornalista aparece a conversar, sem máscara, com elementos da sua equipa.

No entanto, a CNN refere que a jornalista, de 78 anos, que esteve hospitalizada durante uma semana em Abril devido à covid-19, utilizou máscara enquanto esteve na Casa Branca, apenas a tirando quando começou a entrevista.

Num comício em Erie, na Pensilvânia, Trump insistiu nos ataques. “Têm de ver o que fazemos ao 60 Minutos, vão divertir-se imenso”, disse o Presidente aos seus apoiantes. “Lesley Stahl não vai ficar contente”, acrescentou.

De acordo com os media norte-americanos, ao terminar abruptamente a entrevista, Donald Trump não regressou para uma parte final em que seria entrevistado ao lado do vice-presidente, Mike Pence.

O próximo episódio do 60 Minutos, que será transmitido domingo nos Estados Unidos, além da entrevista a Donald Trump, terá também duas entrevistas separadas, que já foram gravadas, com o candidato do Partido Democrata, Joe Biden, e com a sua “vice”, Kamala Harris.

No passado domingo, em entrevista ao mesmo programa, Anthony Fauci, director do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA e principal rosto do combate à pandemia nos EUA, admitiu que não ficou surpreendido por Donald Trump ter sido infectado com SARS-Cov-2, o que levou o Presidente norte-americano a referir-se ao infecciologista como um “desastre”.

Sugerir correcção