Ma Rainey’s Black Bottom: vem aí o derradeiro filme com Chadwick Boseman

O actor morreu no final de Agosto, aos 43 anos. A sua última aparição, num filme realizado por George C. Wolfe que adapta a peça homónima de August Wilson, mostra-o a contracenar com Viola Davis.

Foto
DR

Quando Chadwick Boseman morreu, no final de Agosto, aos 43 anos, deixou um último filme por estrear. Ma Rainey's Black Bottom, uma adaptação, pela mão do também dramaturgo e encenador George C. Wolfe, da peça homónima dos anos 1980 escrita por August Wilson, chegará a 18 de Dezembro à Netflix, e o seu primeiro trailer foi divulgado na segunda-feira. Em Portugal, o filme chamar-se-á Ma Rainey: A Mãe do Blues.

No filme, Boseman, no papel de Levee, um jovem e ambicioso trompetista, contracena com Viola Davis, que faz de Ma Rainey, a cantora de blues de Chicago (1886-1939). A acção passa-se na década de 1920, e gira à volta de uma tensa sessão de gravação. Além de Boseman e Davis, que ganhou um Óscar em 2017 pelo seu papel noutra adaptação de Wilson, Vedações, o elenco inclui Glynn Turman, que tem podido ser visto na mais recente temporada de Fargo, Colman Domingo, de Fear the Walking Dead e Se Esta Rua Falasse, ou Michael Potts, de The Wire. Denzel Washington, que dirigiu Davis no papel que lhe trouxe o Óscar e contracenou com ela, é um dos produtores. A música está a cargo do saxofonista Branford Marsalis.

Chadwick Boseman, que morreu este ano de cancro do colón, fez-se notar em filmes como 42, de Brian Helgeland, em que interpretava o jogador de basebol Jackie Robinson, Get on Up: A História de James Brown, de Tate Taylor, em que encarnava James Brown, ou Marshall, de Reginald Hudlin, em que era o advogado e activista dos direitos civis Thurgood Marshall. Deu também corpo a T'Challa, nome do super-herói Black Panther, no universo cinematográfico da Marvel, tendo sido o protagonista de Black Panther, de Ryan Coogler.