Costa recusa crise política se OE chumbar: “Não viro as costas ao país neste momento”

Primeiro-ministro recusa contribuir para crise política neste contexto de pandemia, mas não quer governar “aos bochechos”. Se OE chumbar, PCP e BE estão a juntar-se à direita.

oe-2021,politica,antonio-costa,governo,
Foto
LUSA/RODRIGO ANTUNES

O primeiro-ministro, António Costa, recusou nesta segunda-feira contribuir para uma crise política num cenário de pandemia com uma crise económica e social, mas revelou querer evitar governar “aos bochechos” o que poderia acontecer caso o Orçamento do Estado para 2021 fosse chumbado, obrigando o executivo a governar em duodécimos.