Legislador britânico quer proibir adolescentes de fazerem botox e preenchimento dos lábios

Mais de 100 mil jovens com menos de 16 anos já recorreram a tratamentos cosméticos no Reino Unido. Infecções, cicatrizes, morte de tecidos e até cegueira podem ser consequências de uma intervenção mal-sucedida.

consumo,beleza,saude,youtube,reino-unido,europa,
Foto
Aos olhos das jovens, os lábios e as maçãs do rosto insufladas de celebridades como Kim Kardashian são um modelo de beleza Reuters/EDUARDO MUNOZ

Esta pode ser a próxima limitação no Reino Unido: preenchimento dos lábios e o recurso ao botox apenas para maiores de 18 anos. Os legisladores britânicos estão preocupados com a influência dos reality-show no comportamento das adolescentes. Programas como Love Island ou Keep up with the Kardashians levam a que as mais novas tenham como modelos mulheres com lábios e maças do rosto insufladas. Muitas recorrem a intervenções aparentemente simples como o preenchimento dos lábios ou injecções de botox, contudo estas podem correr mal — infecções, cicatrizes, morte de tecidos e até cegueira, alertam as autoridades.

Há um projecto de lei que visa criminalizar o fornecimento de botox a menores de 18 anos. O intuito é salvaguardar o bem-estar das menores, isto depois de serem conhecidos casos, que se revelaram complexos, de adolescentes que recorreram a tratamentos e que, em consequência dos mesmos, ficaram com os lábios parcialmente amputados após complicações. Para descontentamento de muitos, os legisladores apelam a uma maior regulamentação de um sector em que os profissionais defendem que essas injecções devem ser “livres para todos”.

“Temos de parar com estes procedimentos não médicos perigosos e desnecessários e que podem arruinar a vida das crianças”, preocupa-se a deputada conservadora Laura Trott, que está a liderar o projecto de lei. Palavras que surgem depois de um questionário que indica que mais de 100 mil menores de 16 anos já foram alvo de tratamentos à base de toxina botulínica no Reino Unido. “A ausência de uma idade limite legal para o recurso ao botox significa que qualquer criança aos 15 anos pode ir a uma loja e ter os lábios injectados por alguém sem quaisquer qualificações”, lamenta Trott.

De acordo com a Save Face, um registo nacional de profissionais acreditados que realiza campanhas a favor de uma forte regulamentação, as reclamações de tratamentos faciais dispararam. E há quem atire as culpas para os programas de televisão que relatam o dia-a-dia de influencers como as Kardashians, também conhecidas pelos tratamentos faciais a que recorrem em prol da sua aparência física. “A loucura por preenchimentos labiais estava a ser impulsionada por influencers e celebridades de espectáculos de programas como Love Island e Keep up with the Kardashians”, acusa Ashton Collins, directora da Save Face.

Ashton Collins considera que as redes sociais são também responsáveis por encorajar as jovens a recorrer a este tipo de tratamentos estéticos. “As raparigas pensam que estes não são tratamentos de risco e é como se fossem pintar as unhas ou arranjar o cabelo, quando na verdade é um tratamento médico sério e que pode causar coisas horríveis se algo de errado acontecer.”

Em 2019, a Save Face recebeu mais de 45 queixas de procedimentos estéticos em menores de 18 anos contra nove em 2018. As raparigas mais jovens tinham 15 anos e quase todas descobriram onde fazer esse tipo de intervenção através dos meios de comunicação social. Ao todo, a organização acolheu mais de 1600 queixas de tratamentos levados a cabo por profissionais sem formação e sem acreditação.

As injecções de preenchimento à base de substâncias como ácido hialurónico, colagénio ou a própria gordura retirada da pessoa e purificada, são usadas para aumentar o volume localmente, em grande parte nos lábios ou nas rugas dos olhos, tornando-se num procedimento popular nas mulheres mais velhas. No entanto, começou a ser uma intervenção recorrente entre as mais jovens.

Por toda a Europa, assim como nos EUA, as regulamentações sobre tratamentos cosméticos são mais rigorosas do que no Reino Unido, país onde qualquer pessoa tem livre acesso a, por exemplo, vídeos no YouTube que fazem tutoriais sobre como fazer preenchimento dos lábios em casa.

Sugerir correcção