Reforce o sistema imunitário e antecipe o Inverno

Estamos praticamente a começar a época em que as infecções respiratórias mais nos afectam. Sinusite, otite, constipação, gripe, bronquite, pneumonia e, agora, a Covid-19 trazem novos desafios aos dias mais frios. A aposta na prevenção nunca foi tão relevante.

estudio-p,
Foto
D.R.

Será gripe? Será constipação? Ou sinusite? E se estes sintomas indicam Covid-19? Os pontos de interrogação aumentam em catadupa no Outono e no Inverno. Muitas das doenças respiratórias apresentam sintomas comuns e é habitual confundir-se constipação com gripe, o que pode levar à dúvida de diagnóstico entre as patologias típicas destas duas estações do ano. A incerteza não é nova mas ganha desafios acrescidos por estes dias de pandemia de Covid-19. Sabe-se que o vírus da gripe não é sempre o mesmo, vai sofrendo alterações e as manifestações clínicas dos sintomas desta infecção são, sobretudo, ao nível do trato respiratório.

Como passamos mais tempo em ambientes fechados no Inverno, é criada a oportunidade perfeita para a invasão de vírus e outros agentes infecciosos. Quando o aparelho respiratório é atacado por um vírus, uma bactéria ou outros microorganismos, as infecções respiratórias surgem e podem afectar o aparelho respiratório superior e o aparelho respiratório inferior.

Se quisermos seleccionar um aspecto positivo desta pandemia que colocou o mundo em suspenso neste ano atípico que estamos a viver, podemos referir que as medidas de higienização das mãos e de saúde pública que já todos interiorizámos ajudam a prevenir a gripe e outras infecções respiratórias. É que antes da pandemia alastrar no mundo, já as doenças respiratórias impactavam a vida de todos nós, daí a importância de nos protegermos antes de as mesmas se manifestarem.

Antecipe-se!

Acima de tudo, é importante apostar no reforço do sistema imunitário contra os vírus e bactérias. Só temos a ganhar! Quando o nosso organismo contacta pela primeira vez com uma determinada bactéria ou agente viral, a resposta do sistema imunitário para controlar a infecção não é imediata, podendo mesmo demorar alguns dias a fazê-lo. As mudanças nos estilos de vida, desde logo, pela prática de exercício físico, a adequada hidratação, a opção de uma alimentação saudável – rica em legumes e fruta – ajudam a fortalecer as defesas do organismo. Também a gestão do stress e uma boa higiene de sono são boas formas de tornar o sistema imunitário preparado para qualquer batalha! Este ano, mais do que nunca, é importante prevenir.

A Direcção Geral da Saúde (DGS) reforça regularmente que “a implementação generalizada de programas de vacinação nas últimas décadas permitiu atingir ganhos notáveis no controlo de doenças preveníveis através de vacinas”. A vacinação, não só mudou o panorama das doenças infecciosas como tem contribuído para momentos marcantes na história da humanidade, “como por exemplo, a erradicação (mundial) da varíola em 1980 e a eliminação da poliomielite na região europeia da Organização Mundial de Saúde em 2002”, lê-se no site da DGS.

Ainda na óptica da prevenção, recomenda-se a vacina da gripe sobretudo para os grupos de risco identificados pois são aqueles que têm maior probabilidade de sofrer complicações. São eles, as pessoas com 65 ou mais anos, doentes crónicos (sobretudo aqueles que têm doenças de coração, rins, fígado ou pulmões, mas também os que têm doenças que diminuem a resistência às infecções respiratórias), grávidas e diabéticos em tratamento. No entanto, a vacina da gripe não nos protege contra todas as infecções respiratórias, sendo eficaz sobretudo para a estirpe principal da doença.

Vantagens da vacinação oral

É conhecido o efeito protector geral com a vacinação oral, tanto em crianças como em adultos, verificando-se como maiores vantagens, as reduções gerais das taxas de infecção, uma redução da sua duração, um efeito benéfico nos sintomas e ainda uma redução no uso de antibióticos.

Informe-se com o seu médico sobre os benefícios da vacinação oral. Passível de ser administrada a crianças a partir dos seis meses de idade, já se mostrou eficaz na prevenção das infecções do trato respiratório superior e inferior, bacterianas e virais, em todas as faixas etárias. Além de ser uma opção que abrange toda a família, desde os mais pequenos aos idosos, actua como auxiliar da eventual medicação crónica que determinada pessoa tome. O seu médico é o melhor profissional para esclarecer todas as suas dúvidas e decidir se a vacinação oral é indicada para si.

Muito se fala da ambicionada vacina contra a Covid-19 como a descoberta que o mundo anseia com a esperança de diminuir as elevadas taxas de mortalidade a nível mundial. Enquanto não é desenvolvida uma resposta segura e que esteja disponível para todos, há que continuar a investir em todas as medidas já conhecidas e que estão ao nosso alcance. É para isso que a ciência evolui e, ao longo dos anos, a vacinação tem permitido, de forma segura e eficaz, salvar vidas. Prepare a chegada do Inverno. Já imaginou passar as estações mais frias sem infecções respiratórias? Para mais informações, visite o site antecipeoinverno.pt

QUIZ: Sabe como reforçar o seu sistema imunitário contra vírus e bactérias?

Teste os seus conhecimentos gerais ​sobre o reforço do seu sistema imunitário contra vírus e bactérias, de forma a antecipar um Inverno com mais saúde. Preparado?

PÚBLICO -
Foto
D.R.
Sugerir correcção