Analisou-se em laboratório a libertação de microplásticos em biberões de polipropileno
Analisou-se em laboratório a libertação de microplásticos em biberões de polipropileno Daniel Rocha

Libertam-se milhões de microplásticos de biberões durante a preparação do leite

Se durante a preparação de leite artificial a água de um biberão de polipropileno for aquecida a 70 graus Celsius, poderão ser libertadas 16,2 milhões de partículas de microplásticos por litro.

Análises em laboratório mostram que os biberões que têm polipropileno podem libertar microplásticos durante a preparação de leite artificial em pó. Esta foi a principal conclusão de um estudo publicado esta segunda-feira na revista Nature Food. Os cientistas destacam que os níveis de microplásticos encontrados são elevados. Ainda sem saber quais poderão ser as implicações da libertação dessas partículas, o grupo deixa um alerta: é necessário fazer mais estudos sobre os efeitos dos microplásticos na saúde humana.