França

A França enfrenta mais uma tentativa de decapitar a liberdade de expressão

Macron afirmou que os radicais islamistas que voltaram a atacar em França “não passarão”. Um professor morto em plena luz do dia por mostrar caricaturas de Maomé aos seus alunos volta a exigir a união secular dos franceses: “O obscurantismo e a violência não ganharão”.