Crítica

O Marquês de Borba alargou outra vez a família

O Marquês de Borba Vinhas Velhas 2018 é claramente um vinho com a assinatura de João Portugal Ramos.

provas-vinhos,critica,fugas,
Foto

A chegada de novas gerações das famílias do vinho tem sempre o mérito de trazer novidades. Os casos abundam, para sorte do sector e das suas marcas, seja pelo reforço da componente ambiental à qual os mais jovens são particularmente sensíveis, seja pelo esforço de procurar novas vidas para marcas já consagradas. No caso da João Portugal Ramos, a chegada do filho João Maria trouxe essas duas dimensões. O velho Marquês de Borba tem hoje um portefólio notável, que vai do colheita corrente ao topo de gama, passando pelos Vinhas Velhas que se inserem num segmento intermédio, pelo espumante e, última novidade, por um muito interessante Late Harvest (22€).