Depois do isolamento, Ibrahimovic resolveu o derby milanês

O avançado sueco fez os dois golos do AC Milan frente ao rival Inter na quarta jornada da Serie A.

futebol,desporto,liga-italiana,futebol-internacional,
Foto
Reuters/DANIELE MASCOLO

Zlatan Ibrahimovic foi decisivo neste sábado no triunfo do AC Milan no derby milanês. Menos de uma semana depois de terminar um período de isolamento por testado positivo na despistagem à covid-19, o sueco marcou os dois golos dos “rossoneri” na vitória por 2-1 sobre o rival Inter, num jogo onde Rafael Leão também esteve em destaque.

O experiente avançado, que este mês completou 39 anos, regressou ao “onze” do AC Milan, depois de ter estado infectado com o novo coronavírus, e inaugurou o marcador aos 12 minutos, na recarga a uma grande penalidade por ele próprio batida, mas defendida por Handanovic.

“Ibra” formou a dupla de ataque com Rafael Leão e bisou aos 16 minutos, após uma excelente assistência do internacional sub-21 português. Com este golo, o sueco fez o quarto tento na Serie A e o 490.º na carreira ao serviço de clubes

Ainda na primeira parte, o belga Romelu Lukaku reduziu, mas não evitou o primeiro desaire do Inter na competição.

O AC Milan, que teve o defesa Diogo Dalot no banco de suplentes, não vencia o “dérbi della Madonnina” para o campeonato desde 2015, sendo que, na condição de visitante - embora o estádio seja o mesmo -, a última vitória remontava a 2010, curiosamente com Ibrahimovic a marcar o único tento dessa partida (1-0).

Os “rossoneri”, que são agora a única equipa 100% vitoriosa, isolaram-se na liderança da “Serie A”, com 12 pontos, mais três do que a Atalanta, que, horas antes, foi goleada por 4-1 em Nápoles.

O mexicano Hirving Lozano, aos 23 e 27 minutos, Matteo Politano, aos 30, e o nigeriano Victor Osimhen, aos 43, marcaram os tentos dos napolitanos, que se apresentaram sem o internacional português Mário Rui, relegado para o banco.

A Atalanta atenuou os números da goleada na segunda parte, aos 69 minutos, por intermédio do holandês Sam Lammers, mas não evitou a primeira derrota da época, após três vitórias no mesmo número de jogos, todas por números expressivos (4-2 ao Torino, 4-1 à Lazio e 5-2 ao Cagliari).

Por seu lado, a Sampdoria somou a segunda vitória consecutiva, por 3-0, na recepção à Lazio, com golos de Fabio Quagliarella, aos 32 minutos, Tommaso Augello, aos 41, e do dinamarquês Mikkel Damsgaard, aos 74.

Os genoveses ocupam o nono lugar, com seis pontos, enquanto os romanos estão num modesto 11.º posto, com quatro.

Sugerir correcção