Quando os mais novos são os heróis da alimentação

No Dia Mundial da Alimentação, 16 de Outubro, é imperativo relembrar a importância da promoção de estilos de vida saudáveis e consumo consciente junto dos mais novos. Para o futuro das próximas gerações e do planeta.

estudio-p,
Foto
Pexels

A 16 de outubro assinala-se o Dia Mundial da Alimentação. Há 75 anos que a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) promove o debate sobre o futuro da alimentação, lançando anualmente um tema específico para consciencializar a população mundial. Fome, agricultura sustentável, impacto das alterações climáticas, alimentação saudável – repensar o papel de cada um e de governos, empresas e ONG’s num esforço comum é o principal objectivo da efeméride.

Este ano, o mote escolhido foi #HeróisDaAlimentação (apresentado como hashtag) com o intuito de passar a mensagem de que todos podemos ser esses heróis. Celebrar o Dia Mundial da Alimentação é também fazer uma chamada de atenção para a importância da alimentação saudável e sustentável no futuro das crianças e do planeta. Para o Continente, é importante promover essa ideia junto dos mais novos, com foco na alimentação saudável e no consumo consciente. Desde 2016 que o programa educativo Escola Missão Continente está presente em escolas de todo o país, envolvendo a comunidade educativa ao longo do ano lectivo.

“As nossas acções são o nosso futuro”

Juntos no presente, definimos o futuro. Uma ideia partilhada pelas Nações Unidas e pela Missão Continente, cujo programa educativo aposta numa abordagem transversal que envolve toda a comunidade educativa. As escolas do 1º ciclo são desafiadas a participar nas actividades propostas pela Escola Missão Continente, complementadas com a visita de colaboradores da Sonae MC para aulas temáticas e com visitas das escolas às lojas Continente. No último ano lectivo, a obesidade infantil e a reciclagem foram os temas em destaque. Este ano, as actividades foram pensadas e adaptadas ao contexto de pandemia em que vivemos actualmente, com sessões online, visitas virtuais às lojas, desafios e passatempos. As escolas podem candidatar-se até 23 de outubro através deste formulário.

Numa entrevista ao site Plástico Responsável, outro projecto de responsabilidade social do Continente, Tiago Simões, director de Marketing da marca, refere-se à Escola Missão Continente como “um programa super estrutural” que envolve “nutricionistas e colegas da companhia, voluntários, que vão às escolas com conteúdos que são preparados de uma forma muito aprofundada”. Com uma validação técnica grande, com a colaboração do Ministério da Saúde e do Ministério Educação, tudo é estruturado para que “do ponto de vista pedagógico, os conteúdos estejam enquadrados no contexto das escolas”, explicou Tiago Simões.

Segundo as Nações Unidas, estima-se que mais de dois mil milhões de pessoas, incluindo crianças, têm sobrepeso ou são obesos e os riscos para a saúde são cada vez mais graves, considerando que as dietas não saudáveis são das principais causas de doenças cardiovasculares, diabetes e até distúrbios psiquiátricos. Ao mesmo tempo, a fome está a aumentar nos países mais pobres e o desperdício alimentar é cada vez maior nos países mais desenvolvidos. Há mais pessoas com excesso de peso ou obesidade do que a passar fome e este desequilíbrio combate-se reeducando os cidadãos e sensibilizando as crianças desde cedo.

Sugerir correcção