Torne-se perito Crítica

Teresa Veiga aquém da sua escrita

No ano em que completa quarenta anos de escrita, Teresa Veiga aparece com um romance aquém da sua mestria. Escrito durante o confinamento, Cidade Infecta é sobre a intimidade de um lugar ameaçado, uma coisa maligna que só aparentemente vem de fora.

ipsilon,ficcao,carlos-vaz-marques,critica,culturaipsilon,livros,
Foto

Apresentar Teresa Veiga passa por dizer que é o pseudónimo literário de uma das vozes mais sólidas e estimulantes da literatura portuguesa. Alguém de quem, fora do que escreve, se sabe muito pouco. Apenas que nasceu em Lisboa em 1945, é formada em Direito e em Românicas e trabalhou por pouco tempo numa conservatória do Registo Civil. Teresa Veiga não é um mistério, não é um enigma. Teresa Veiga é o nome de alguém que quer falar exclusivamente através da sua obra.