P3

Pandemia

A falta que a noite nos faz

Ainda antes de declarado o estado de emergência, o sector da noite e da madrugada encerrou portas de maneira a prevenir o contágio de covid-19. Sete meses depois, apesar de alguma folga, a noite continua a fazer-se com limitações. Além das consequências económicas, esta paragem já causou danos ao nível social, da saúde mental e na dinâmica das cidades. Que impacto terá esta interdição a longo prazo? Sociólogos, filósofos e noctívagos ensaiam respostas.