Valtteri Bottas garante pole em Nurburgring

Mercedes reserva a primeira linha da grelha, superando Max Verstappen na última tentativa da qualificação para o Grande Prémio do Eifel.

Foto
Reuters/WOLFGANG RATTAY

Valtteri Bottas conquistou este sábado a 14.ª pole position da carreira ao garantir o melhor tempo (1m25,269s) da qualificação para o Grande Prémio do Eifel, em Nurburgring, na Alemanha, 11.ª prova da temporada, que antecede o regresso do grande circo a Portugal, a 25 de Outubro.

Lewis Hamilton garantiu a “dobradinha” para a Mercedes, a 0,256 do piloto finlandês, com o Red Bull de Max Verstappen a ameaçar chegar à terceira pole da carreira, mas a cair para terceiro na última tentativa, a 0,293 de Bottas. O holandês acabou por ser suplantado, mostrando-se, ainda assim, satisfeito por estar cada vez mais perto de quebrar a hegemonia da Mercedes, que soma 11 poles (oito para Hamilton e três para Bottas) em 11 Grandes Prémios.

Depois de as condições meteorológicas terem levado ao cancelamento dos treinos livres da véspera, as nuvens dissiparam-se e foi finalmente possível competir em Nurburgring, circuito que voltou a receber um Grande Prémio de Fórmula 1 depois de 2013.

Destaque para o Ferrari de Charles Leclerc, com o quarto melhor registo da qualificação, a 0,473s de Verstappen, depois de Sebastian Vettel (11.º) ter ficado fora dos dez primeiros.

A fechar o pelotão surge o Racing Point do alemão Nico Hulkenberg, chamado de emergência para substituir o canadiano Lance Stroll, depois de ter substituído Sergio Pérez nos dois Grandes Prémios no circuito de Silverstone.

Num dia marcado pela eclosão de casos positivos de covid-19 na Mercedes - o que levou a equipa germânica a isolar os dois pilotos -, a Racing Point comunicou a indisposição de Stroll, aproveitando a presença de Hulkenberg para colmatar a lacuna.