Manchester United animou o dia com Alex Telles e Cavani

Caiu o pano sobre o mercado de transferências dos principais campeonatos europeus, com uma recta final de empréstimos e apostas moderadas. Em Portugal, as inscrições encerram na terça-feira, mas Nanú já é do FC Porto e Todibo está garantido pelo Benfica.

Foto
Alex Telles assinou por quatro épocas com o United DR

Muitos empréstimos, algumas transferências a custo zero e poucos negócios de monta. Resume-se em parcas palavras o último dia do mercado de transferências de Verão nos principais campeonatos europeus. Num ano excepcional, pelas piores razões, a janela estendeu-se muito para além do que tem sido hábito, mas os derradeiros ajustes não passaram de isso mesmo, de retoques nos plantéis. Alguns deles fizeram mossa no elenco do FC Porto.

Ben Godfrey, central inglês de 22 anos, protagonizou a transferência mais cara do derradeiro dia de mercado nos Big 5, ao deixar o Norwich para se juntar ao Everton, por 27,5 milhões de euros. Um valor relativamente baixo, que no total deste mercado configura apenas o 25.º negócio mais avultado da Europa, muito distante dos 80 milhões pagos pelo Chelsea ao Bayer Leverkusen para assegurar o médio alemão Kai Havertz.

De resto, mesmo essa compra milionária dos londrinos ficou muito abaixo dos registos do período homólogo de 2019, que teve mais de uma mão-cheia de negócios acima dos 80 milhões e João Félix como o recordista, com 126 milhões de euros pagos ao Benfica pelo Atlético de Madrid.

Mais de um ano depois, o contexto é manifestamente diferente, com muitos clubes desejosos de reduzirem a massa salarial, como o Barcelona, ou de colocarem no mercado jogadores excedentários, seja por um valor mais baixo do que seria expectável ou simplesmente por empréstimo. E outros mais atentos do que nunca a jogadores em último ano de contrato, que geram sempre mais pressão sobre o clube vendedor.

Foi o caso do FC Porto, que viu sair duas das jóias da coroa. Danilo Pereira rumou ao Paris Saint-Germain por empréstimo de uma época, a troco de quatro milhões de euros - a imprensa francesa garante que a opção de compra de 16 milhões é obrigatória, no final da temporada. 

A segunda baixa de peso nos “dragões” é Alex Telles, que assinou um contrato até 2024 com o Manchester United, a troco de 15 milhões de euros (que podem subir para 17 caso sejam atingidos determinados objectivos). O facto de o lateral poder sair a custo zero em Janeiro acabou por fazer baixar o valor do negócio.

O Manchester United, de resto, acabou por ser um dos intervenientes mais activos ao longo do dia, garantindo, nas últimas horas, também os serviços de Edinson Cavani. O uruguaio, que alimentou uma longa novela negocial com o Benfica neste Verão, estava livre de contrato e assinou por uma época apenas.

E se Cavani poderá começar já a treinar-se às ordens de Ole-Gunnar Solskjaer, já Amad Diallo terá de esperar por Janeiro. O United também confirmou nesta segunda-feira a contratação do extremo de 18 anos, à Atalanta, mas o costa-marfinês só chegará a Old Trafford em 2021, num negócio de 21 milhões de euros, com variáveis desportivas que podem fazê-lo subir até aos 41 milhões no futuro.

Outro extremo/avançado de grande qualidade que justificou um investimento significativo foi Jeremy Doku. O jovem belga deixou o Anderlecht rumo ao Rennes por 26 milhões de euros, um valor que os franceses custearam em grande parte graças à venda do passe de Raphinha para o Leeds United, por 17 milhões. 

Em Itália, a mudança mais badalada foi a de Federico Chiesa, da Fiorentina para a Juventus. Fruto da rivalidade entre os clubes, o talentoso avançado chegou a ser apupado e insultado antes da partida para Turim, mas vai mesmo juntar-se a Cristiano Ronaldo no campeão italiano, para já por empréstimo. A “Juve” paga 10 milhões de euros pela cedência, mas irá activar a compra definitiva do passe do avançado dentro de um ano, por mais 40 milhões, algo já previsto no contrato.

Por cá, a contagem decrescente para o fecho do mercado também já começou. A Liga portuguesa só aceita inscrições até esta terça-feira e, por isso, as próximas horas serão decisivas para perceber se se confirma a chegada de João Mário ao Sporting, depois de o FC Porto ter anunciado a contratação do lateral do Marítimo Nanú (assinou até 2024) e o Barcelona ter oficializado o empréstimo do central francês Jean-Clair Todibo ao Benfica, por dois milhões de euros e uma opção de compra de 20 milhões.