Covid-19. Trump tratado com cocktail experimental de anticorpos sintéticos

O Presidente dos Estados Unidos recebeu, como tratamento para a covid-19, uma dose de um cocktail experimental que deu resultados preliminares encorajadores em testes clínicos num pequeno número de pacientes.

covid19,coronavirus,estados-unidos-america,donald-trump,eua,mundo,
Foto
O tratamento experimental foi desenvolvido pelo laboratório Regeneron Reuters/CARLOS BARRIA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está a ser tratado com anticorpos sintéticos, um tratamento experimental considerado promissor, após ser diagnosticado com covid-19, avançou esta sexta-feira a Casa Branca.

De acordo com o médico da Casa Branca, Sean Conley, Donald Trump recebeu um cocktail experimental de anticorpos, permanece “cansado”, mas mantém “bom moral”. “Esta tarde, o Presidente continua cansado, mas com bom moral”, disse Sean Conley, o médico do Presidente, em comunicado citado pela AFP.

Segundo o médico, Donald Trump recebeu uma dose do cocktail experimental desenvolvido pelo laboratório Regeneron, que deu resultados preliminares encorajadores em testes clínicos num pequeno número de pacientes.

Os especialistas estão a examinar o Presidente norte-americano e farão recomendações para “os próximos passos”, adiantou o médico, acrescentando que a mulher de Trump, Melania, também infectada, apresentava “uma tosse ligeira e dor de cabeça”. Os sintomas de Trump não foram descritos com precisão, além da fadiga.

Esta madrugada, Donald Trump escreveu na sua página pessoal da rede social Twitter que, tal como a primeira-dama, Melania, está com covid-19 e que iria ficar em quarentena, num anúncio que deixou o país em alerta e está a multiplicar reacções em todo o mundo.

As acções de campanha programadas de Donald Trump vão ser mantidas de forma virtual ou adiadas, anunciou esta sexta-feira a equipa de campanha do candidato republicano, quando faltam 32 dias para a eleição presidencial.

Sugerir correcção