Depressão Alex com vento intenso no Norte e Centro do país até sábado

Efeitos da depressão sentem-se, em Portugal, entre 1 e 2 de Outubro. Temperaturas máximas descem na sexta-feira.

ipma,mau-tempo,sociedade,portugal,meteorologia,
Foto
Diogo Baptista

Mau tempo regressa a Portugal com a depressão Alex que traz ventos intensos para as regiões Norte e Centro. As rajadas de vento poderão chegar aos 75 quilómetros por hora no litoral do país e aos 110 quilómetros por hora nas zonas altas, indica o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em comunicado.

O IPMA prevê que os efeitos da depressão se façam sentir em Portugal a partir do final da próxima quinta-feira, 1 de Outubro, até ao dia seguinte, sexta-feira.

Além do vento, “esta depressão tem associado um sistema frontal de actividade moderada, que se aproximará a partir do final da tarde de dia 1 [quinta-feira], e irá atravessar todo o território durante o dia 2 [sexta-feira], acompanhado de precipitação localmente intensa nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela”.

Na sexta-feira o IPMA prevê descida de temperatura, principalmente da máxima que irá variar, aproximadamente, entre 12 e 18 graus nas regiões a norte do vale do Tejo e entre 18 e 25 graus a sul.

No mar, deverá haver maior agitação marítima na costa ocidental, “em particular entre o início da manhã de dia 2 e a madrugada de dia 3 [sábado], em especial a norte com cabo Raso, onde a altura significativa das ondas poderá atingir 4 a 5 metros”.

O nome da depressão foi atribuído pela Météo-France (Agência Estatal de Meteorologia Francesa). 

Sugerir correcção