politica,tap,caixa-geral-depositos,orcamento-estado,pcp,governo,
Fotogaleria
António Costa tem recebido os partidos na residência oficial Rui Gaudencio
politica,tap,caixa-geral-depositos,orcamento-estado,pcp,governo,
Fotogaleria
Catarina Martins em sessão pública sobre o Orçamento LUSA/PAULO NOVAIS
politica,tap,caixa-geral-depositos,orcamento-estado,pcp,governo,
Fotogaleria
Jerónimo de Sousa, do PCP, partido que foi hoje recebido em São Bento LUSA/MÁRIO CRUZ

Os becos sem saída do Orçamento para 2021

As negociações entre a esquerda (e o PAN) e o Governo prosseguem. Orçamento chegará à Assembleia da República a 12 de Outubro.

O PCP regressou nesta quarta-feira à mesa das negociações do Orçamento do Estado para 2021. É um regresso presencial, já que, à distância, em discursos e declarações, os comunistas foram sempre fazendo saber quais são as suas prioridades. Do lado do Bloco, as conversas voltaram a incluir o primeiro-ministro (houve uma fase em que eram sectoriais), e é assim que o partido quer que tudo continue. Faltam 12 dias para o Orçamento chegar a São Bento e há alguns avanços, como diz o Governo, mas também há pelo menos três becos sem saída.