#TuPodes: campanha do Turismo de Portugal com descontos até 50% em centenas de experiências

Gastronomia, alojamentos, museus, viagens e passeios por todo o país com desconto. A campanha visa incentivar o turismo interno e convida os portugueses a “visitar muito por pouco”.

Foto
Paulo Pimenta

“#TuPodes - Visita Muito Por Pouco” é a nova campanha interna do Turismo de Portugal e que segue o mote da promoção lançada no início do Verão, que convidava os turistas nacionais a redescobrir“o melhor destino do mundo”​. Só que agora há “centenas de experiências” que “podem incluir descontos até 50%” – uma iniciativa do Governo inserida no pacote de medidas de apoio à recuperação no sector, fortemente afectado pela pandemia.

As propostas já estão disponíveis no site Visit Portugal e incluem-se “experiências turísticas e gastronómicas, alojamento, visitas a museus e viagens de comboio, a preços acessíveis”. Cultura e Património, Mar, Família, Gastronomia e Vinhos, Natureza, Ateliers e Oficinas, Aventura e Cidade são as áreas temáticas em que o visitante poderá entrar para aceder aos programas.

Com algumas pesquisas, descobrem-se, entre um mundo de propostas, passeios de tuk-tuk em Lisboa, passeios para dois em Aveiro, viagens em veleiro ou pelo Douro, provas de vinho e degustações por vários pontos do país, visitas às Berlengas ou passeios pelas grutas, ou até aulas de surf e sessões de observação de baleias.

Mas as propostas não se ficarão pelas que neste momento podem ser visualizadas: as empresas do sector são convidadas a tornarem-se parceiras e divulgarem as suas iniciativas e descontos.

A campanha estará em vigor até 15 de Dezembro, e estará também disponível em várias plataformas especializadas, casos da hotelaria, incluindo Click2Portugal, BookinXisto e Solares de Portugal, Aldeias de Xisto e Turismo no Espaço Rural, nos museus ou no, caso das viagens de comboio, na CP.

Em breve, garante o organismo, “será também possível reservar estadias em unidades de alojamento local”.

Em comunicado, o Turismo de Portugal adianta que este “programa de incentivo à procura interna” tem a “dotação orçamental de 50 milhões de euros” e que se trata de “um esforço partilhado, em que as promoções são comparticipadas em partes iguais pelas empresas e pelas entidades públicas”.