Nós, o mar e o La Barraque com vista para o pôr do sol da Ericeira

No You and the Sea as boas vistas já estavam garantidas. Agora, com a recente abertura do La Barraque, o bar mesmo à beira da praia e com decoração de Bordallo II, a envolvência da natureza é ainda maior.

mafra,bares,fugas,lisboa,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Bordallo II é o autor da decoração e do nome do bar do hotel You and the Sea Daniel Matias
mafra,bares,fugas,lisboa,turismo,ambiente,
Fotogaleria
La Barraque Daniel Matias

Localizado na Ericeira — onde, como sabemos, o mar é mais azul — o recém-inaugurado La Barraque faz a fusão da natureza com o estilo contemporâneo de um bar de hotel à beira da praia. A decoração, criada pelo artista Bordalo II especificamente para o espaço do hotel You and the Sea, faz esquecer por momentos que há mais além do campo relvado, da esplanada e do oceano que se estende no horizonte.

À primeira vista, os elementos que compõem o La Barraque parecem não encaixar, mas depressa nos apercebemos que fazem todo o sentido. As gaivotas gigantes, pousadas sobre e ao lado da “barraca” — era assim que chamavam ao que é literalmente uma barraca de madeira antes de ter o toque do artista português —, a rampa de skate, o verde da vegetação e o azul da água, uma bebida e uma tábua de petiscos são a conjugação ideal.

PÚBLICO - La Barraque
La Barraque Daniel Matias
PÚBLICO - Rampa de skate do La Barraque
Rampa de skate do La Barraque Daniel Matias
PÚBLICO - Decoração de Bordallo II
Decoração de Bordallo II Daniel Matias
Fotogaleria
Daniel Matias

Este espaço faz parte do hotel You and the Sea, que abriu em 2018, já na altura com a mão do artista plástico claramente presente nos murais que enfeitam as paredes do complexo hoteleiro, pautados por temas marinhos. A pandemia do novo coronavírus teve impacto no número de reservas para o Verão, mas Agosto veio colmatar algum do prejuízo e, referem-nos os proprietários, com o mês de Setembro quase esgotado já se antevê uma luz ao fundo do túnel.

Na esplanada do novo bar pode ver o pôr-do-sol enquanto come uns snacks, como o Duck Dive (croquetes de pato, mostarda de mel e especiarias) e o hambúrguer Offshore (carne em pão de brioche, maionese de alho, tomate seco, cheddar e pickle de pepino), pizzas ou um gelado artesanal refrescante. Há ainda a possibilidade de pedir os pratos do restaurante do hotel — o Jangada — e saboreá-los aqui. O melhor de tudo? Os mais pequenos podem ficar entretidos com a rampa de skate ou no campo relvado. O espaço é fechado e de acesso exclusivo aos hóspedes.

A dita rampa de skate foi uma “agradável surpresa”, dizem-nos. Os responsáveis pelo hotel chegaram a recear que fosse uma adição demasiado fora da caixa, em especial para um bar de hotel, mas a adesão tem sido boa, especialmente entre os mais novos. 

Ali mesmo ao lado, a meio do caminho que começa no You and the Sea e passa pelo La Barraque terminando no areal, há uma horta com produtos que podem ser colhidos pelos hóspedes. Morangos, melancias, abóboras, tomates, ervas aromáticas. No final de um dia de praia, basta apanhar alguns legumes e fruta e levar para o apartamento do hotel para adicionar ao jantar. As cozinhas das residências estão equipadas para que as refeições possam ser lá preparadas, ainda que seja possível pedir serviço de quartos ou aproveitar os pratos que o Jangada tem para oferecer.

PÚBLICO - Pavlova
Pavlova Daniel Matias
PÚBLICO - Witche's Brew
Witche's Brew Daniel Matias
PÚBLICO - Octopus Prime
Octopus Prime Daniel Matias
PÚBLICO - Pizza Mar
Pizza Mar Daniel Matias
Fotogaleria
Daniel Matias

O objectivo desta horta e das outras duas de maiores dimensões, cujos produtos são utilizados na confecção das refeições do hotel, é produzir o suficiente para que se compre apenas o essencial e o que não cresce numa horta. Este ano não foi preciso comprar abóbora ou batata-doce. O chef André teve inclusive de alterar a ementa do Jangada para incluir pratos com estes dois alimentos, tal foi o excedente. É o caso do Witche's Brew, composto por abóbora, mascarpone, arroz selvagem e legumes.

Como se não bastassem todos estes pormenores para nos sentirmos numa dimensão alternativa, a par da horta há três habitantes de duas patas, vizinhas do campo relvado do La Barraque — galinhas. O seu único trabalho é bicar a terra e pôr ovos (descansem, não vão ser usadas para comer). Em linha com a preocupação ambiental e a procura pela sustentabilidade, o espaço quer ter um stock próprio de ovos e pretende aumentar o número destas aves gradualmente.

PÚBLICO - As galinhas do La Barraque
As galinhas do La Barraque Daniel Matias
PÚBLICO - O chef André numa das hortas do You and the Sea
O chef André numa das hortas do You and the Sea Daniel Matias
Fotogaleria
Daniel Matias

E se há galinhas a viver junto ao bar isso só pode querer dizer uma coisa: o hotel é pet friendly. Os amigos de quatro patas (e não só) são bem-vindos aos apartamentos do You the and Sea, que vão do T0 ao T5. A área de uma residência T2 é ampla, luminosa, com uma decoração que conjuga o moderno com a natureza e mais do que suficiente para uns dias de descanso em família.

Ainda não há certezas se o La Barraque se manterá aberto durante o Inverno, mas continuará a ser possível relaxar no Jangada, junto à piscina interior do hotel — que tem previsto receber uma família de pinguins ou cavalos-marinhos também da autoria de Bordallo II —, ou no terraço dos apartamentos com vista para o mar. Apesar de o La Barraque só poder ser utilizado por hóspedes, há a possibilidade de alugar o espaço por inteiro para a realização de eventos.

PÚBLICO - Apartamento do You and the Sea
Apartamento do You and the Sea Daniel Matias
PÚBLICO - Corredor do You and the Sea pintado por Bordallo Pinheiro
Corredor do You and the Sea pintado por Bordallo Pinheiro Daniel Matias
PÚBLICO - You and the Sea
You and the Sea Daniel Matias
Fotogaleria
Daniel Matias

A estadia no You and the Sea começa nos 152 euros por noite numa tipologia de estúdio. Os apartamentos térreos têm acesso directo para a rua, o que em tempos de pandemia é um ponto a favor, visto que evita a passagem pela recepção e pelos espaços fechados do hotel.

Texto editado por Luís J. Santos

Sugerir correcção