Banco de Portugal destruiu 950 milhões de euros em notas de 500

Desde o final de Janeiro do ano passado, todas as notas de 500 euros que regressam ao Banco de Portugal são queimadas, na sequência da decisão do BCE em colocar um fim gradual à circulação deste tipo de numerário.

dinheiro,banco-central-europeu,mercados,economia,banco-portugal,bce,
Foto
Em Julho havia 420,9 milhões de notas de 500 euros em circulação LEONHARD FOEGER/Reuters

Entre o início de 2019 e o passado dia 15 de Setembro, entraram nos cofres do Banco de Portugal 1.900.362 notas de 500 euros que se transformaram, literalmente, em fumo. Isto porque, desde o dia 28 de Janeiro de 2019, “todas as notas desta denominação que regressam ao Banco de Portugal são destruídas”, conforme explica o banco central.