Jogos com História: O dia em que Jardel destruiu o Real

A 25 de Agosto de 2000, Luís Figo estreou-se com a camisola do Real Madrid, após a incendiária transferência do Barcelona para a capital espanhola. Jogava-se a Supertaça europeia e o adversário dos espanhóis era o Galatasaray, da Turquia. Mas a grande figura do dia foi o brasileiro Mário Jardel, que na sexta-feira passada completou 47 anos.

Foto
Jardel após ter marcado um golo ao Real Madrid, no Mónaco Sergio Perez/Reuters

A expectativa era enorme. O mundo, em geral, e os espanhóis, em particular, tinham seguido com paixões mais ou menos inflamadas a grande “bomba” do mercado de Verão: o português Luís Figo, idolatrado no Barcelona, acabava de trocar a Catalunha pela capital espanhola, para vestir a camisola dos arqui-rivais do Real Madrid. No Mónaco, Figo entrou pela primeira vez em campo para um jogo oficial com a camisola branca dos então campeões europeus, para defrontar o Galatasaray, vencedor da Taça UEFA na temporada anterior. Do outro lado estava Mário Jardel, o prolífico goleador brasileiro que rumara do FC Porto à Turquia.