UEFA permite cinco substituições e 23 jogadores nas principais provas

Liga das Nações, Champions e Liga Europa entre as competições que passam a beneficiar de um quadro mais flexível.

futebol,desporto,uefa,liga-europa,liga-campeoes,futebol-internacional,
Foto
A UEFA decidiu mudanças no formato das suas competições devido à pandemia LUSA/RODRIGO ANTUNES

Liga das Nações, Liga dos Campeões e Liga Europa são as principais competições da UEFA que permitirão, até final da temporada, às equipas fazerem até cinco substituições por encontro, para além da inclusão de 23 futebolistas na ficha de jogo, de acordo com as indicações dadas esta quinta-feira por aquele organismo.

“Serão permitidas cinco substituições para todos os jogos da Liga das Nações, play-off de qualificação para o Europeu, qualificação para o Europeu feminino, Liga dos Campeões, Liga Europa e Liga dos Campeões feminina”, especifica a UEFA.

Em período de pandemia da covid-19, a UEFA alargou o número de jogadores disponíveis por encontro, podendo os técnicos chamar até 23 futebolistas em cada jogo.

A UEFA definiu ainda o calendário da fase final da segunda edição da Liga das Nações, que decorrerá entre 6 e 10 de Outubro de 2021, com Itália, Países Baixos e Polónia entre os potenciais anfitriões.

A UEFA apresentou ainda as datas internacionais de selecções para 2021, com a possibilidade de incluir três jogos em cada “janela”, sendo apenas necessária a aprovação da FIFA.

Entre 22 e 31 de Março do próximo ano, as selecções poderão realizar um total de três encontros, enquanto o período de 31 de Maio a 8 de Junho servirá para jogos particulares de preparação para a fase final do Campeonato da Europa.

Até final do ano, a UEFA aponta a existência de mais três janelas de encontros: de 30 de Agosto a 8 de Setembro (três jogos), de 4 a 12 de Outubro (2 jogos) e de 8 a 16 de Novembro (2 jogos).

A UEFA anunciou também mudanças em relação à Youth League, competição em que o Benfica perdeu em Agosto, pela terceira vez, a final, diante do Real Madrid (3-2), com os “merengues” a sucederem no título europeu de juniores ao FC Porto.

A competição, que no seu início replicava a fase de grupos dos seniores na Champions e tinha ainda um caminho dos não campeões, será disputada esta época apenas a partir de Março, com 64 equipas numa fase a eliminar.

“A competição terá um formato de eliminação directa, numa eliminatória de 64 equipas”, adiantou a UEFA, explicando que o seu comité executivo aprovará brevemente os detalhes finais.

Sugerir correcção