“A direcção-geral do Património não está falida”

Ângela Ferreira, secretária de Estado do Património, fala dos concursos para as direcções de 18 museus e monumentos e das três prioridades do Governo para esta área, admitindo dificuldades de comunicação e de tesouraria na DGPC.

Foto

A Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) deu por terminada a fase de admissão de candidaturas para as direcções dos seus museus, monumentos e palácios naquele que é o primeiro concurso à luz do regime de autonomia para estes serviços aprovado há um ano e meio