A ciência entrou no Convento dos Capuchos e revelou alguns mistérios

Que histórias nos contam peças de cerâmica, madeira e mármore do Convento dos Capuchos, em Sintra? Antes da sua intervenção, uma equipa investigou-as e atribuiu-lhes uma data – ou melhor, um século.

sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Teia de altar já intervencionada Rui Gaudêncio
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Cruz em madeira policromada já intervencionada Rui Gaudêncio
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Cruz em madeira policromada já intervencionada Rui Gaudêncio
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Cruz em madeira policromada já intervencionada Rui Gaudêncio
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Cruz em madeira policromada antes da intervenção DR
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Cruz de altar após o restauro Projecto de Restauro
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Imagem do frade ao microscópio DR
Estátua
Fotogaleria
Uma das esculturas dos frades DR
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Pormenor de uma amostra do Ecce Homo DR
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Um dos livros analisados DR
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
Intervenção na cruz em madeira policromada PSML
sintra,historia,artes,ciencia,escultura,pintura,
Fotogaleria
As investigadoras Inês Coutinho e Isabel Pombo Cardoso DR

O Convento dos Capuchos foi “invadido” pela ciência. Em plena serra de Sintra, estudou-se e datou-se com rigor, pela primeira vez, esculturas e peças de madeira deste convento. Para isso, cientistas da conservação e historiadores revolveram a iconografia e a história dessas obras, foram em busca das suas camadas de pintura originais e analisaram repintes feitos em diferentes épocas. Além de se conseguir dar um fio condutor à história destas peças, recolheu-se informação para a sua intervenção.