Covid-19: União Audiovisual recolheu em concertos alimentos para duas semanas de entregas

Os concertos de sexta-feira e sábado em Évora foram “o maior evento promovido pela União Audiovisual”, até ao momento. Os alimentos recolhidos devem assegurar 35 cabazes por semana.

The Legendary Tigerman foi um dos artistas que actuaram sem cobrar <i>cachet</i>
Foto
The Legendary Tigerman foi um dos artistas que actuaram sem cobrar cachet Miguel Manso

A União Audiovisual, de apoio a trabalhadores da Cultura, conseguiu recolher, nos concertos que promoveu em Évora este fim-de-semana, alimentos suficientes para assegurar duas semanas de entregas de cabazes em Lisboa, disse à Lusa fonte daquele grupo informal.

“Foi muita coisa, felizmente. A recolha [feita nos concertos de sexta-feira e sábado] dará para assegurar duas semanas de entrega em Lisboa”, referiu Manuel Chambel, da União Audiovisual à Lusa, contando que em Lisboa são entregues 35 cabazes por semana.

Segundo Manuel Chambel, cada cabaz tem alimentos suficientes para duas a três semanas, no mínimo, o que significa que em cada semana são apoiadas pessoas diferentes.

No Alentejo, a União Audiovisual ajuda apenas uma pessoa, por isso a grande maioria dos alimentos recolhidos nestes concertos tiveram como destino Lisboa.

Este grupo informal, criado em Março como resposta à crise no sector da Cultura, começou por fazer recolhas e entrega de alimentos na zona de Lisboa, mas já tem núcleos espalhados do Porto ao Algarve.

De acordo com Manuel Chambel, o número de pessoas ajudadas “tem vindo a aumentar, de semana para semana”. E “todas as semanas aparecem casos novos”, disse.

Com o regresso às aulas, além da ajuda alimentar, “aparecem também pedidos para material escolar”. Até porque “há uma quantidade significativa de pessoas a pedir ajuda nesse sentido”, partilhou.

Quem quiser ajudar, ou precisar de ajuda, pode contactar este grupo usando a Internet. A União Audiovisual tem um grupo no Facebook, que é fechado, mas basta pedir para aderir, e uma página da Internet.

Além das recolhas semanais, o grupo tem também feito recolhas em alguns espectáculos, e em iniciativas por si organizadas.

Os concertos de sexta-feira e sábado em Évora foram “o maior evento promovido pela União Audiovisual”, até ao momento, e a ideia “é tentar continuar a organizar este tipo de coisas”.

A iniciativa, organizada também pela Câmara de Évora e pela Sociedade Operária de Instrução e Recreio (SOIR) Joaquim António d'Aguiar, teve lugar na Arena D'Évora e, além do bilhete diário de cinco euros, cada pessoa do público era obrigada a levar um saco com bens essenciais não perecíveis.

The Legendary Tigerman, Dead Combo, OMIRI e Duarte foram os artistas que actuaram e que não cobraram cachet. “Todos aceitaram fazer o espetáculo só com pagamento de despesas, porque o objectivo do evento era fazer uma mega-recolha de bens alimentares”, que serão entregues a “colegas do meio audiovisual e da Cultura que estão a passar por dificuldades”, destacou Manuel Chambel.

Além da União Audiovisual, existe pelo menos mais um grupo de ajuda alimentar dedicado a profissionais da Cultura, o nosSOS, promovido pela companhia de teatro Palco 13. O nosSOS também tem página da Internet e está ainda no Facebook da Palco 13.

Sugerir correcção