Mau Tempo: registadas 555 ocorrências durante a noite

Este sábado espera-se um “desagravamento” das condições meteorológicas adversas, mas vários distritos permanecem em alerta amarelo.

Chuva
Foto
Paulo Pimenta / PUBLICO

A Protecção Civil registou 555 ocorrências em Portugal continental devido ao mau tempo, entre a meia-noite de sexta-feira e as 8h deste sábado, sendo o distrito de Leiria o mais afectado com 143 casos, informou fonte da ANEPC.

Em declarações à Lusa, Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) adiantou que a maioria das ocorrências “devido às condições meteorológicas adversas” foram quedas de árvores (203), seguidas de 174 inundações, 88 quedas de estruturas e 82 limpezas de via.

“Temos a destacar o distrito de Leiria, que registou um total de 143 ocorrências, seguido do distrito de Lisboa com 135 e depois os distritos de Setúbal e Faro com 47 cada”, avançou.

De acordo com o responsável, para este sábado, “do ponto de vista meteorológico há um desagravamento [das condições meteorológicas adversas]”.

“Todavia, vamos manter os distritos de Braga, Porto, Vila Real, Viseu, Aveiro, Coimbra e Leiria em aviso amarelo para a precipitação, devido à sua persistência, que por vezes pode ocorrer de forma forte”, acrescentou.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica.

Na sexta-feira, até às 18h, tinham sido contabilizadas 309 ocorrências devido ao mau tempo, sendo o distrito de Lisboa aquele onde se assinalavam mais casos, com 113 ocorrências.

O maior número de ocorrências registadas até então foram pequenas inundações (129), seguidas de quedas de árvores (83) e queda de estruturas (37), tendo-se ainda verificado dois deslizamentos de terra.

Entre as mais significativas, fonte da ANEPC destacou as inundações na cidade de Setúbal e de Beja e os “fenómenos estranhos relacionados com o vento” em Palmela (distrito de Setúbal).

Uma tempestade intensa atingiu na sexta-feira de manhã várias zonas da cidade de Beja e provocou a queda de mais de 100 árvores e danos em veículos e infra-estruturas, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Já no concelho de Palmela, um fenómeno de ventos fortes ocorrido na Estrada do Lau, provocou a queda de árvores de grande porte, de postes da EDP e fez danos em duas habitações.

Sugerir correcção