Hélder Costa: dos 13 minutos pelo Benfica de Jesus ao brilho em Leeds

Atacante da “geração de ouro” da formação “encarnada” apontou dois golos que garantiram a primeira vitória da sua equipa, no regresso à Premier League 16 anos depois.

Hélder Costa foi a figura do Leeds
Foto
Hélder Costa foi a figura do Leeds Reuters/LAURENCE GRIFFITHS

Hélder Costa, Bernardo Silva e João Cancelo são três nomes maiores de uma “geração de ouro” da formação do Benfica. Sem espaço na equipa principal “encarnada”, foram-se afirmando no futebol profissional fora de portas e hoje brilham na exigente Premier League. O primeiro, apontou este sábado dois golos fundamentais para o Leeds United ultrapassar o Fulham (4-3). Um triunfo festejado efusivamente pelos adeptos da casa que regressaram esta temporada ao escalão principal depois de uma ausência de 16 anos.

Nascido em Angola, há 26 anos, Hélder Costa fez toda a sua formação nas escolas do Benfica. A sua carreira no emblema lisboeta teve o seu clímax a 25 de Janeiro de 2014. A 13 minutos do final da partida para a Taça da Liga, frente ao Gil Vicente (1-0), no Estádio da Luz, foi chamado por Jorge Jesus para se estrear na equipa principal. Com ele, entrou também em campo Bernardo Silva e, instantes depois, o técnico esgotou as substituições chamando João Cancelo. Foi a única vez em que alinharam juntos numa partida oficial da primeira equipa.

Hélder Costa não teria mais oportunidades, acabando por ser emprestado ao Deportivo da Corunha e Mónaco, antes de ser contratado pelo Wolverhampton por 15 milhões de euros.

Bernardo Silva, que já alinhara na temporada 2013-14, durante os últimos 10 minutos do jogo da Taça de Portugal frente ao Cinfães (19 de Outubro de 2013), ainda somou outros oito minutos no clássico do FC Porto para a Liga (10 de Maio de 2014), antes de rumar ao Mónaco, que pagaria ao Benfica 15,75 milhões de euros pela transferência. Um negócio incrivelmente lucrativo, já que o conjunto monegasco iria receber aproximadamente 50 milhões de euros pela cedência do jogador ao Manchester City três anos depois.

O clássico do Dragão da temporada 2013-14 serviria também para a despedida de João Cancelo da equipa principal “encarnada”, tendo alinhado durante 62 minutos sem evitar a derrota dos lisboetas por 2-1. Seguiria pouco depois para o Valência, também por uma verba a rondar os 15 milhões de euros. Os espanhóis iriam lucrar bem mais, com a cedência do defesa à Juventus, por 40,4 milhões de euros, acabando o Manchester City por pagar 65 milhões aos italianos pelo português já na última temporada.

No total, os três jogadores em conjunto alinharam apenas 114 minutos pela equipa principal do Benfica: Hélder Costa, 13’; Bernardo Silva, 31’ e João Cancelo, 70’.

Já esta temporada, o Leeds United desembolsou 17,7 milhões de euros por Hélder Costa, convencido pelas boas exibições do jogador na temporada passada, quando ajudou a equipa a ascender à Premier League, por empréstimo do Wolverhampton. E a julgar pela eficácia do atacante este sábado, estará satisfeito com o negócio.

Costa reencontrou nesta partida outro colega e amigo da formação benfiquista: Ivan Cavaleiro, que está agora ao serviço do Fulham e que também alinhou no tal encontro com o Gil Vicente, em Maio de 2014. Após saírem do Benfica, os dois jogadores estiveram juntos no Deportivo da Corunha, Mónaco e Wolverhampton, antes de serem separados na época 2019-20.

Sugerir correcção