Música

Samuel Úria: "Os 40 obrigaram-me a ser o adulto que arregaça as mangas"

Não é uma guerra, são várias as guerras que coexistem no novo álbum de Samuel Úria. Conciso e directo, intimista e fervoroso, aponta o dedo a outros, aos seus, a si mesmo. Em Canções do Pós-Guerra denuncia e diagnostica, sobrevive e arregaça as mangas. Em entrevista ao PÚBLICO, fala dos constantes conflitos em que vivemos, da chegada aos 40 anos, e de como há um "optimismo sobraceiro" neste novo álbum. 

Sugerir correcção