Relação quer ouvir vítima, arguido e nova testemunha no caso Esquadra de Alfragide

Defesa de polícia condenado, Joel Machado, alegou que no dia dos acontecimentos estava de serviço outro agente com o mesmo apelido que nunca foi ouvido. Ministério Público considerou, na Relação, que as penas aplicadas pelo Tribunal de Sintra foram “justas e adequadas”.

caso-esquadra-alfragide,violencia-policial,sociedade,ministerio-publico,psp,crime,
Foto
Rui Gaudencio

O colectivo de juízes do Tribunal da Relação de Lisboa, que está a julgar o recurso da condenação de oito agentes da Esquadra de Alfragide por agressões e sequestro agravado de seis jovens da Cova da Moura, quer ouvir uma testemunha, Rui Moniz, um arguido, Joel Machado, e outro agente da PSP, Carlos Machado, que nunca esteve incluído no processo, nem foi ouvido.