João Ferreira recusa metas eleitorais por não ser “candidato a percentagens”

Comunista vinca ser a encarnação dos valores de Abril e critica as “diversões mediáticas” de Marcelo, que acusa de se empenhar em reabilitar a política de direita sob a forma do bloco central.

O eurodeputado e candidato presidencial do PCP com o secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa
Fotogaleria
O eurodeputado e candidato presidencial do PCP com o secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa
João Ferreira
Fotogaleria
João Ferreira
eleicoes-presidenciais,joao-ferreira,politica,pcp,
Fotogaleria
João Ferreira
eleicoes-presidenciais,joao-ferreira,politica,pcp,
Fotogaleria
João Ferreira
eleicoes-presidenciais,joao-ferreira,politica,pcp,
Fotogaleria
eleicoes-presidenciais,joao-ferreira,politica,pcp,
Fotogaleria
eleicoes-presidenciais,joao-ferreira,politica,pcp,
Fotogaleria
O eurodeputado e candidato presidencial do PCP com o secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa
eleicoes-presidenciais,joao-ferreira,politica,pcp,
Fotogaleria

Por vezes há coincidências: João Ferreira escolheu a mesma sala para apresentar a sua candidatura à Presidência da República onde Marcelo Rebelo de Sousa se lançou, há cinco anos, em Lisboa. O salão da Voz do Operário ouviu nesta quinta-feira à tarde o eurodeputado e vereador lisboeta comunista lançar críticas diplomáticas ao actual inquilino do Palácio de Belém, fazer um retrato dos problemas do país e assumir-se como a encarnação dos valores de Abril e cumpridor dos desígnios da Constituição.