Líder do PSD-Beja anuncia demissão e recandidatura ao cargo

Gonçalo Valente pretende que a próxima comissão política distrital de Beja do PSD tenha “todas as condições para liderar o processo” das eleições autárquicas de 2021.

eleicoes-autarquicas,beja,politica,autarquias,eleicoes,psd,
Foto
PSD (foto de arquivo) Pedro Fazeres

O presidente da distrital de Beja do PSD anunciou nesta quarta-feira a demissão e consequente recandidatura ao cargo após a recomendação do partido para eleições antecipadas nas estruturas em situação de final de mandato no 1.º trimestre de 2021.

Em comunicado enviado à agência Lusa, Gonçalo Valente refere que decidiu demitir-se e recandidatar-se após a direcção nacional do PSD ter recomendado a todas as estruturas do partido que estivessem em situação de final de mandato no 1.º trimestre de 2021 para anteciparem as respectivas eleições.

Gonçalo Valente explica que respondeu “afirmativamente” à recomendação da direcção nacional “por uma questão de transparência, de uma maior legitimidade” e para “proporcionar” à próxima comissão política distrital de Beja do PSD “todas as condições para liderar o processo” para as eleições autárquicas de 2021.

O demissionário presidente da distrital de Beja do PSD considerou que “2021 será um ano preponderante para o futuro do partido e, como tal, deve ser encarado com a máxima responsabilidade para que o PSD chegue às eleições autárquicas na sua máxima força e possa atingir os seus objectivos”.

No comunicado, Gonçalo Valente agradeceu a todos os que colaboraram com a comissão política distrital de Beja do PSD liderada por si, “mostrando sempre uma postura desprendida e desinteressada, contribuindo sobremaneira para o trabalho que foi realizado nos 19 meses de mandato”.

Sugerir correcção