Tarde Desportiva da Antena 1 descontinuada ao fim de “mais de 50 anos”

Decisão é “meramente editorial” motivada pela transformação do futebol “num produto essencialmente televisivo”, diz o Director Adjunto de Informação da RTP, Paulo Sérgio.

,FC Porto
Foto
A “Tarde Desportiva” teve início na extinta Emissora Nacional, antes do 25 de Abril de 1974 Adriano Miranda

O programa “Tarde Desportiva”, da Antena 1, vai ser descontinuado ao fim de “mais de 50 anos” de emissões regulares na rádio nacional, confirmou hoje à Lusa o Director Adjunto de Informação da RTP, Paulo Sérgio.

A decisão, “meramente editorial”, está directamente ligada à transformação “num produto essencialmente televisivo” que o futebol sofreu nos últimos anos, que deixou o histórico programa das tardes de domingo “vazio de conteúdos”.

“Nos últimos três anos, a partir do momento em que a Sport TV passou a transmitir todos os jogos em directo, a “Tarde Desportiva” foi ficando vazia de conteúdos. Os jogos dos três grandes são quase sempre noutros horários e a Tarde Desportiva ficou com os jogos menos interessantes do ponto de vista editorial”, justificou Paulo Sérgio.

A emissora nacional, no entanto, mantém a aposta no desporto, mas vai adaptar a sua oferta aos horários dos jogos de Benfica, FC Porto e Sporting, além de um quarto relato em todas as jornadas, que deverá envolver, regra geral, a equipa mais bem classificada, para além dos designados “três grandes”, mas com um critério editorial adaptado à realidade e não a um horário “estanque”.

“Aconteceu várias vezes estarmos a transmitir um Moreirense-Desportivo de Chaves, por exemplo, e a seguir não transmitir um Sporting de Braga-Vitória de Guimarães porque começava às 18h30. Com esta nova abordagem isso não vai acontecer”, explicou o jornalista.

A estratégia, de acordo com Paulo Sérgio, vai passar por transmitir sempre um quarto jogo em cada jornada que tenha interesse particular, como “um dérbi minhoto ou algarvio, entre Farense e Portimonense”.

“Queremos chegar aos adeptos dos clubes históricos, que têm massa adepta e história. Um Sporting de Braga-Vitória de Guimarães ou um Portimonense-Farense, por exemplo, vão ter sempre presença na antena, indo ao encontro das pessoas que não têm possibilidade de pagar o serviço de TV e, especialmente este ano, de assistir no estádio”, referiu o Director Adjunto da RTP.

Além disso, passará a haver, também, um programa de lançamento da jornada “à sexta-feira, feito por comentadores e jornalistas da Antena 1” e moderado pelo próprio Paulo Sérgio, além de “um programa exclusivamente dedicado às modalidades” que deverá arrancar em Janeiro, na “antecâmara” dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A decisão de colocar um “ponto final” na “Tarde Desportiva”, admitiu Paulo Sérgio, “não foi fácil”, mas foi “muito ponderada” ao longo de “um ano e meio”, acabando por ser tomada quando foram divulgadas as marcações das primeiras jornadas das I e II Ligas portuguesas de futebol de 2020/21.

“Custa muito terminar com uma coisa que tem tanta história na rádio portuguesa, mas a decisão assenta num contexto específico, é fruto do actual momento”, concluiu.

A “Tarde Desportiva” é um programa de referência da emissão radiofónica nacional, que teve início na extinta Emissora Nacional, antes do 25 de Abril de 1974, e prosseguiu as suas transmissões na onda da Antena 1 da Radiotelevisão Portuguesa (RTP).

O programa lançou várias figuras de referência do contexto da comunicação em Portugal, entre as quais Artur Agostinho, Fernando Correia, Carlos Cruz ou Manuel Costa Monteiro.

Sugerir correcção