Depois do confinamento, feiras do livro enchem-se de leitores com “sede de sair”

A pandemia de covid-19 teve um forte impacto na cultura, incluindo no sector livreiro. Neste P24, fomos perceber como correram os últimos meses para editoras e livrarias.

Na recta final das feiras do livro de Lisboa e do Porto, que aconteceram em simultâneo e terminam este fim-de-semana, ouvimos Arnaldo Vila Pouca, um dos donos da livraria Flâneur, do Porto, e Alexandre Esgaio, da Antígona, que encontramos no stand da editora no Parque Eduardo VII. Falamos ainda com Pedro Sobral, vice-presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Subscreva o P24 e receba cada episódio logo de manhã. Para ter o PÚBLICO nos seus ouvidos, clique aqui se estiver num iPhone, se preferir o Spotify pode clicar aqui, estamos também no SoundCloud e nas aplicações para podcasts.

Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.

Episódio realizado com a supervisão de Aline Flor.