Marisa Matias faz primeira declaração sobre recandidatura a Belém

Eurodeputada arrancou o melhor resultado para o BE nas eleições presidenciais de 2016, tendo ficado em terceiro lugar.

Foto
Marisa Matias (BE) ficou em terceiro lugar em 2016 LUSA/HUGO DELGADO

A eurodeputada do BE, Marisa Matias, faz nesta quarta-feira a primeira declaração sobre a sua nova candidatura às eleições presidenciais de 2021, uma sessão com a presença de profissionais de saúde que estiveram na primeira linha de combate à pandemia. A declaração está marcada para esta tarde, no Largo do Carmo, em Lisboa.

Marisa Matias volta a apresentar-se à corrida eleitoral para o Palácio de Belém, depois de em 2016 ter conseguido o melhor resultado de sempre de um candidato presidencial da área política bloquista, ficando em terceiro lugar, com 10,12% dos votos.

Na plateia desta sessão, segundo informação adiantada à agência Lusa, vão marcar presença diferentes profissionais que estiveram na primeira linha do combate à pandemia, entre as quais uma cuidadora, uma cientista, uma trabalhadora de limpezas, um médico, um enfermeiro, um professor, um trabalhador da indústria, um trabalhador da recolha do lixo ou um trabalhador dos CTT.

Esta será a quarta vez que Marisa Matias irá protagonizar uma candidatura bloquista, tendo duas sido como cabeça de lista ao Parlamento Europeu (2014 e 2019) e a outra como candidata apoiada pelo BE às últimas presidenciais.

No final de Maio, fonte oficial do partido revelou que o BE iria debater a corrida presidencial “ainda antes do final do Verão”, na semana em que a líder bloquista, Catarina Martins, afirmou que “o Bloco de Esquerda, no seu tempo”, apresentaria “a sua candidatura”.

Nessa altura, no programa da RTP1 5 para a Meia-Noite, Catarina Martins foi desafiada a escolher em quem votaria nas presidenciais: “Marcelo Rebelo de Sousa, Ana Gomes ou num candidato que o Bloco ainda vai arranjar.”

“Eu, nas últimas [presidenciais], votei na Marisa Matias e gostei tanto”, disse apenas a coordenadora do BE.

Na última convenção do BE, em Novembro de 2018, quando Catarina Martins anunciou à reunião magna que iria propor Marisa Matias como cabeça de listas às eleições europeias de 2019, a líder bloquista referiu: “Ela foi a candidata que teve mais votos em Portugal numa eleição presidencial e algum dia uma mulher será Presidente.”

Nascida em Coimbra, Marisa Matias, de 44 anos, desde cedo se envolveu em causas estudantis e cívicas, tendo sido mandatária nacional do Movimento Cidadania e Responsabilidade pelo Sim, aquando do referendo nacional pela despenalização do aborto em 2007, tendo sido em 2009 eleita pela primeira vez eurodeputada do BE.