Torne-se perito Crítica

Ninguém almoçará o coração delas

Artistas mulheres e ecologia: uma associação com quatro décadas, como o demonstra esta exposição.

arte-contemporanea,critica,exposicao,artes,culturaipsilon,pintura,
Foto
O mote inicial é o das relações entre arte, feminismo e ecologia António Jorge Silva

A escolha do lugar desta exposição, a histórica Galeria Quadrum, em Lisboa, não foi decerto um acaso para Giulia Lamoni e Vanessa Badagliacca, as duas curadoras de Earthkeeping / Earthshaking. Arte, feminismos e ecologia. Investigadoras e professoras universitárias em história da arte, entre outras áreas, conceberam esta exposição em torno de um número da revista Heresies, de Fevereiro de 1981. A revista (que está toda disponível online), pretendia nesta edição reflectir sobre a vasta questão daquilo que as mulheres podiam fazer sobre o rumo desastroso que a conservação do planeta tomava já na altura. Com textos ou projectos vários, responderam, entre outras, a famosa crítica de arte Lucy Lippard (que há-de escrever um texto para o catálogo desta exposição), e as artistas Ana Mendietta, Faith Wilding, Bonnie Ora Sherk ou Cecilia Vicuña, bem como a escritora Gioconda Belli. De todas elas, as curadoras conseguiram a adesão a esta exposição comemorativa, ora com peças originais, ora com empréstimos de instituições, (caso de Mendieta, falecida em 1985). De Gina Pane, também participante na revista, não conseguiram obter nenhuma obra por razões exclusivamente financeiras. Mas alegram-se com o facto de ter sido aqui, na Quadrum, que ela apresentou pela primeira vez o seu trabalho em Portugal.