Crónica

Ler é ser livre

Se quer saber o que a classe política pensa dos livros veja o que fazem pelos livros. Não admira. Não lêem e não gostam que se leia.

Que bom seria se a classe política portuguesa tivesse de ler um livro por mês. É pouco? São onze por ano – no mês de férias poderiam voltar à dieta normal de redes, televisão e jornais.